Empatados na classificação, o embate de domingo de manhã entre SCL Marrazes e SC Pombal ganhava contornos decisivos já que, a equipa que perdesse ficava praticamente afastada da luta pelo título distrital. Por outro lado, quem conseguisse vencer continuava a alimentar esse sonho, e foi o que aconteceu ao Marrazes que triunfou por 2-1, num jogo em que nem sempre foi melhor, mas foi mais pragmático.

A primeira situação de perigo pertenceu ao Pombal, aproveitando uma má reposição de bola do Marrazes, com Simão Lopes a rematar em boa posição para defesa apertada de Bento.

A resposta do Marrazes foi bem mais eficaz já que, na sequência de um canto, houve um primeiro desvio ao primeiro poste, com a bola a sobrar para Cruz que cabeceou para o fundo das redes.

Foi também de bola parada que o Pombal tentou chegar ao golo, beneficiando de vários cantos e livres que colocaram a defensiva do Marrazes sempre em sobressalto.

Pouco depois, o Pombal voltou a ameaçar numa transição rápida em que João Maia ficou isolado, mas o remate em jeito saiu a centímetros da barra.

Ao intervalo, o SC Pombal pagava caro o desperdício na finalização, mas, na segunda parte, o Marrazes entrou melhor tendo chegado ao golo numa bola bombeada para a frente de ataque, com Diogo a pentear a bola, deixando Simão isolado. O médio marrazense, com todo o tempo do mundo, rematou cruzado para o 2-0, num lance em que o guarda-redes Alexandre podia ter feito mais.

A resposta do Pombal não tardou e, na sequência de um livre, a bola foi colocada na área, sobrando para João Maia que encheu o pé para fazer o 2-1.

O jogo entrou numa fase frenética e dois minutos volvidos, o Pombal dispôs de uma soberana oportunidade para empatar quando Leandro jogou a bola com a mão dentro da área. Na cobrança do pontapé de penálti, João Maia viu Bento fazer uma grande defesa com as pernas.

Nesta fase, o Pombal exercia uma pressão muito forte sobre o adversário, mas a grande penalidade falhada acabou por esvaziar o balão dos ‘leões’ com o passar do tempo. Assim, a melhor oportunidade pertenceu ao Marrazes num contra-ataque em que Gui Lopes isolou Simão, mas Alexandre fez uma extraordinária defesa, evitando males maiores.

Arbitragem positiva de Dio­go Oliveira, mas usou e abusou do apito, sempre com um critério muito curto.|

SCL Marrazes 2
Bento, Leo, Cruz, António, Leandro, Manel, Simão, Vasco (c), Gui Lopes, Kiko (Machado, int.), Diogo (Brazão, 63′). Não jogaram: Abraúl, Romeu, André, Fipi.
Treinador: Bruno Veloso.

SC Pombal 1
Alexandre, Gabriel, Bernardo, Afonso (Pedro Gonçalves, 54′), Rodrigo, Cristiano (c), Alexandre, Crespo (Tomás Santos, 33′), João Maia, Diogo Godinho, Simão. Não jogaram: Gonçalo, Francisco, Milton, Tomás Frias, Diogo Abreu.
Treinador: José Olival.

Campo Aldeia do Desporto, em Marrazes
Árbitro: Diogo Oliveira. Assistentes: João Gonçalves e Telmo Rodrigues.
Espectadores: 100. Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0 Cruz (10′), 2-0 Simão (50′), 2-1 João Maia (56′).
Disciplina: Amarelo a Cruz (52′), João Maia (65′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria