O AC Marinhense sofreu a segunda derrota no campeonato, desta feita em casa, perante o RD Águeda, por 1-3, num jogo em que os visitantes mostraram ser uma equipa com maior maturidade e qualidade, justificando por completo o triunfo, perante um Marinhense com boas ideias, mas a denotar falta de intensidade.

Os primeiros minutos mostraram que ambas as equipas iriam jogar ‘olhos nos olhos’, mas com o jogo equilibrado foi o Águeda quem chegou ao golo numa bola bombeada para o ataque em que Pedro Rodrigues falhou o corte de cabeça e deixou isolado Marcelo Santiago que, só com o guarda-redes pela frente, não teve dificuldade em fazer o golo.

Com o golo sofrido, o Marinhense ficou abalado e foram os visitantes que dominaram a partida, ainda que sem criar reais situações de perigo. Do outro lado, após um cruzamento para a área, o árbitro considerou que Pedro Santos agarrou Rúben Martins na grande área e apontou para a marca de pontapé de penálti. Na cobrança, o mesmo Rúben Martins restabeleceu o empate.

Na segunda parte o jogo prosseguiu sem grandes motivos de interesse, com as duas equipas a encaixarem uma na outra. Contudo, Diego ‘desbloqueou’ o marasmo com um grande remate de fora da área, sem hipóteses para Pedro Carvalho (1-2).

O Marinhense tentou reagir de imediato com Ricardo Pires a rematar à meia volta para defesa apertada de Miguel Assunção. Contudo, no lance seguinte, o Águeda ‘matou’ o jogo com Maurício, à entrada da área, a rematar rasteiro para o 1-3.

A partir daqui, o Águeda baixou um pouco as suas linhas e coube ao Marinhense duas boas oportunidades para marcar, mas o cabeceamento de Ricardo Pires e o remate em jeito de Baixinho não acertaram no alvo.|

AC MARINHENSE   1
Pedro Carvalho, Sarmento, Pedro Rodrigues, João Paulo (c), João Vitor, Jimmy, Caio Prado (Fábio Coça, 72′), Carlos Oliveira (Baixinho, 60′), Ruben Martins, Silas (Zé Ricardo, 67′), Ricardo Pires.
Não jogaram: João Guerra, Luís Oliveira, Bernardo Lopes, Dady.
Treinador: Pedro Solá.

RD ÁGUEDA 3
Miguel Assunção, Rafael Viegas, Pina, Pedro Santos, Assis, Marcão (Tica, 57′), Yafai (c), Diogo Melo, Diego, Mauricio (Miguel Silva, 88′), Marcelo Santiago (Rui Rodrigues, 90+2′).
Não jogaram:Bruno Bola, Rodrigo, Chocolate, Cravo.
Treinador: José Rachão.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: Paulo Raposo (Santarém). Assistentes: Pedro Freire e Adelino Crespo.
Espectadores: 150. Ao intervalo: 1-1.
Golos: 0-1 Marcelo Santiago (25′), 1-1 Ruben Martins (43′, g.p.), 1-2 Diego (66′), 1-3 Mauricio (71′).
Disciplina:Amarelo a Marcão (19′), Pedro Santos (42′), Baixinho (80′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria