A EAS Marinha Grande deu continuidade ao seu bom momento de forma ao vencer no terreno do AC Marinhense por 0-4, num dérbi em que os ‘leões’ foram sempre melhores, pecando a vitória por escassa.

Os primeiros minutos foram de domínio intenso por parte da EAS Marinha Grande que, por diversas vezes, esteve perto do golo, sempre através de lances de bola parada. Contudo, a falta de pontaria impediu o golo inaugural.

Apesar de dominar por completo a partida, a EAS Marinha Grande tinha dificuldade em penetrar na muralha defensiva do Marinhense e foi novamente de bola parada que criou perigo, com André Moreira, de livre directo, a acertar em cheio na barra da baliza de Mendes.

Depois das ameaças, o golo chegou mesmo em cima do intervalo com João Francisco, de livre directo – como não podia deixar de ser -, a executar de forma perfeita o remate, com a bola a embater no poste antes de entrar. Estava desfeito o nó.

Na segunda parte, ainda se pensou que o Marinhense pudesse surgir em campo mais afoito, mas o jogo seguiu a mesma toada do primeiro tempo, com a Academia a superiorizar-se em toda linha, chegando com naturalidade ao 0-2 após cruzamento de Gabriel, em que Carrilho foi infeliz ao desviar a bola para a sua própria baliza.

A partir daqui, sem nada a perder, o Marinhense tentou subir as suas linhas, estendendo-se mais no campo, mas a Academia aproveitou os espaços para, em contra-ataque, sentenciar a partida, com Ferrari a concluir uma jogada algo atabalhoada (0-3).

Pouco depois, André Moreira protagonizou o momento do jogo ao rematar a meio do meio-campo ofensivo e a conseguir um golo de belo efeito, com a bola a entrar no ângulo, sem hipóteses para Rodrigo Lima.

Até ao final, o jogo perdeu intensidade e qualidade, sem que o Marinhense tivesse argumentos para conseguir sequer o golo de honra.

O árbitro Fábio Santos apitou em demasia, mas fez um trabalho globalmente muito positivo.|

AC Marinhense 0
Mendes (Rodrigo Lima, int.), Carrilho (André Frias, 53′), Pedro Alexandre (c), Rodrigo Matias, Gonçalo Ruivo, Rui Barbosa, Gonçalo Girão, Simão Silvestre, Gonçalo Branco, André Bujaca, Afonso Coelho (Afonso Damaso, 53′). Não jogaram: Gonçalo Silva, Alex Monteiro, Ian Santos, André Pimentel.
Treinador: Tógui Santos.

EAS Marinha Grande 4
Tiago Frias (João Maria, int.), Muchacho, Francisco Santos, Caldas, David Lopes (Luís Martins, int.), Gabriel Martins, João Francisco (c) (Leandro, 58′), André Moreira, Francisco Jorge (Alex, 57′), André Matos (Rodri, int.), Ferrari. Não jogaram: David Pires.
Treinador: Rui Dias.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: Fábio Santos (Leiria). Assistentes: David Alexandre e Ricardo Morgado.
Espectadores: 100. Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 João Francisco (35′), 0-2 Carrilho (44′, a.g.), 0-3 Ferrari (51′), 0-4 André Moreira (57′).
Disciplina: Amarelo a Carrilho (19′), Gonçalo Girão (48′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria