Depois de ter começado o campeonato da melhor maneira com duas vitórias, a UD Leiria deu continuidade ao bom momento de forma – des­t­a feita na Taça de Portugal -, ao vencer de forma categórica e autoritária o Sourense por 3-0.

O jogo começou com ambas as equipas a apresentarem algumas cautelas, com um meio-campo muito povoado e com as linhas subidas, reduzindo ainda mais o espaço para jogar. Contudo, com o passar do tempo, a UD Leiria serenou o seu jogo e depois de uma primeira ameaça de João Vieira, a turma de Rui Amorim chegou mesmo ao golo após uma boa jogada de combinação na esquerda entre Kaká e João Vieira, com este último a cruzar rasteiro em direcção a Leandro Souza que apareceu ao segundo poste a encostar para o golo.

A equipa de Soure sentiu o golo sofrido já que apenas quatro minutos volvidos, a UD Leiria voltou a marcar. Desta feita os avançados leirienses trocaram os papéis, com Leandro Souza a servir João Vieira que, no coração da área, desviou de cabeça para o 2-0.

O ‘descalabro’ do Sourense podia ter conhecido novo ‘episódio’ pouco depois quando Filipe Brigues foi até à linha de fundo cruzar, mas tanto João Vieira como Leandro Souza falharam o que parecia ser o mais fácil.

A meio da primeira parte, a UD Leiria voltou a usufruir uma grande oportunidade pa­ra dilatar a vantagem numa boa transição ofensiva em que João Vieira apareceu na cara de Vítor Nogueira, mas o guarda-redes visitante fez uma excelente defesa para canto.

Em cima do intervalo, foram – mais uma vez – os leirienses quem estiveram perto do golo quando Adriano Castanheira apareceu em excelente posição, mas depois de ‘picar’ a bola sobre Vítor Nogueira, o central Ndongo limpou o lance em cima da linha de baliza.

Na segunda parte, o Sourense apareceu em campo mais atrevido, mas a UD Leiria cedo deitou por terra as pretensões do adversário ao chegar ao 3-0 após cruzamento da direita em que João Vieira deu um pequeno toque na bola, deixando isolado Leandro Souza que fez facilmente o golo.

Na resposta, o melhor que o Sourense conseguiu fazer foi um remate em jeito de Ngondo que passou ao lado da baliza de Ricardo Neves.

A partir daqui o jogo perdeu alguma qualidade, com os leirienses a pausarem mais o ritmo da partida, perante um Sourense esforçado, mas sem capacidade de fazer estragos.

Perto do final surgiram ainda duas oportunidades de golo, uma para cada equipa. Na UD Leiria, João Vieira surgiu isolado, mas, em vez de tocar para o lado para um companheira de equipa fazer golo, o avançado tentou ele próprio marcar, permitindo a defesa de Vítor Nogueira. Na resposta, foi Bryan quem encheu o pé à entrada da área levando a bola a embater com violência no poste da baliza leiriense.

Arbitragem positiva de João Mendes. |

UD Leiria 3
Ricardo Neves, Filipe Brigues (c), Tony Correia, Sérgio Duarte, Kaká, Maksim (Afonso Caetano, int.), Ulisses Oliveira, Éder Diego (Kevyn, 51′), Adriano Castanheira, Leandro Souza (Ernest, 65′), João Vieira.
Não jogaram: Wilson, Pepo, Diaby, Fabrice Kah.
Treinador: Rui Amorim.

GD Sourense 0
Vítor Nogueira, Rodolfo, Moura, Ngondo, Tozé, Édi, Xuna (c) (Bryan, 76′), Mário Brito (Barreto, 36′), Justin (Paulo Quaresma, 56′), Wily, Mingachos.
Não jogaram: Murta, Hugo, Wilson, Sandro.
Treinador: Rafael Silva.

Estádio Municipal de Leiria
Árbitro: João Mendes (Santarém).
Assistentes: Nélson Andrade e Manuel João.
Espectadores: 200. Ao intervalo: 2-0.
Golos: 1-0 Leandro Souza (17′), 2-0 João Vieira (21′), 3-0 Leandro Souza (53′).
Disciplina: Amarelo a Rodolfo (67′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria