SCL MARRAZES 0
Tiago Gordalina, Tiago Clemente, João André (Hugo Monteiro,89`), Nélson Marques, Fred, Chiquinho, Conca, Pedro Faustino (Marcelo, 76`), Marcos Duque (David Lopes, 73`), Yassin Kalda e Miguel Carvalho (c).
Não jogaram:Marcelo Sousa, Tiaguinho, Filipe Lourenço e Tala.
Treinador:Marco Aurélio.
.
GRAP 0 Mocheco, Lagoa (c), Fábio Martins, Mika, João Miguel, Migas, Rica, Bruno Cepeda (Miguel Pereira, 89`), Vieirinha (Cristiano, 73`), Camará (Pê, 64`) e Cédric.
Não jogaram:Makê, Celso Brito, Lukas e Vasco.
Treinador: ‘Tocha’.
.
Aldeia dos Desportos, Marrazes.
Árbitro: Ricardo Carreira.
Assistentes: Pedro Alves e Henrique Ramos.
Espectadores: 520.
Ao intervalo: 0-0.
Disciplina:Amarelo a Fábio Martins (44`), Yassin Kalda (57`).
.
No grande jogo da jornada, o líder do campeonato, Marrazes, recebeu o vice-líder, GRAP – /Pousos, num dérbi aguardado sempre com enorme expectativa e que apenas defraudou os muitos espectadores presentes na Aldeia dos Desportos por não haver o que tanto se gosta: golos. O início do encontro começou bastante equilibrado, sem que alguma das formações se superiorizasse à outra, jogando ambas muito compactas, com um bloco médio-baixo, tendo como sequência pouco espaço para explanarem o seu futebol. Assim sendo, foram raras as situações de perigo junto das balizas, com as defesas a superiorizarem-se sempre aos atacantes mas desengane-se quem pensa num jogo fraco, pois em termos tácticos foi interessante ver como dois conjuntos que jogam e se conhecem bem se anularam mutuamente. No reatamento a toada foi a mesma, e o equilíbrio foi nota dominante, embora com ligeiro ascendente da turma da casa, sem que isso se materializasse em oportunidades de golo. Só ao minuto 63 o perigo rondou uma das balizas, num livre executado de forma rápida, que encontrou Tiago Clemente solto de marcação sobre a esquerda, que por sua vez desferiu forte remate, proporcionando boa defesa a Mocheco. O GRAP teve a sua única chance perto do término do encontro, quando, numa perda de bola a meio-campo marrazense, os visitantes, numa transição rápida, com Cédric a servir Pê, que, descaído sobre a direita, atirou mal, por cima, quando podia e devia ter feito muito melhor. Na resposta, foi David Lopes que na sequência de um pontapé decanto, arranjou espaço para rematar, mas João Miguel evitou em cima da linha aquilo que era um golo certo. Resultado justo, entre duas das melhores equipas do distrito, onde nenhuma merecia perder, perante um trio de arbitragem, que, com muitos erros, não esteve à altura do desafio.

Texto: Fábio Osório – Diário de Leiria
Foto: Rik Marlen