A UD Leiria está fora da Taça de Portugal depois de ter perdido por 0-3 em casa, diante do Desp. Aves, num jogo em que os leirienses assumiram as despesas do jogo na maioria do tempo, mas não contaram com o cinismo e o pragmatismo da equipa de Lito Vidigal que, de forma eficaz conseguiu fabricar um resultado confortável.

O jogo começou com a UD Leiria a mostrar-se atrevida, assumindo mesmo maior protagonismo ofensivo, perante uma equipa da I Liga algo expectante. Ainda assim, aos poucos, o Aves foi despertando para o jogo, criando uma boa oportunidade na sequência de um canto, em que Defendi apareceu solto na área, mas cabeceou por cima.

A UD Leiria respondeu pouco depois, com Brigues a cruzar para a área onde apareceu João Vieira a cabecar a centímetros da baliza avense. Do outro lado, o Aves foi bem mais eficaz quando Salvador Agra foi à linha de fundo cruzar para Derley que, à boca da baliza, fez o golo inaugural.

A UD Leiria não se deixou atemorizar pelo golo sofrido e reagiu de imediato, dispondo de duas oportunidades flagrantes para marcar. Primeiro, após excelente trabalho de Leandro Souza, o avançado atirou para defesa extraordinária de Fachini. Depois, na sequência do canto, foi João Vieira quem cabeceou para defesa por instinto do guarda-redes avense, com a bola ainda a embater na trave.

Na segunda parte o jogo seguiu a mesma toada, com a UD Leiria a assumir o jogo, perante um Aves a fazer a gestão da vantagem e a espreitar o erro do adversário para voltar a fazer estragos.

Apesar de tudo, os leirienses não conseguiam criar reais situações de perigo e o Aves, sempre que acelerava o jogo, criava oportunidades, como aconteceu após cruzamento de Pedrinho, em que Paulo Machado cabeceou pouco ao lado da baliza.

A UD Leiria só conseguiu dar um ar da sua graça com um remate do meio da rua de Nailson, obrigando Fachini a uma defesa atenta para canto. Pouco depois, foi João Vieira quem falhou de forma clamorosa à boca da baliza, atirando por cima da barra.

Do outro lado, o Aves voltou a mostrar uma eficácia tremenda quando Derley foi até à linha de fundo cruzar para o coração da área onde apareceu Vítor Gomes a desviar para o fundo das redes.

A partir daqui, a UD Leiria perdeu algum do seu fulgor e permitiu ao Aves fazer uma melhor gestão do jogo, acabando mesmo por chegar ao 0-3 na sequência de um canto de Salvador Agra, com Amilton a desviar de cabeça para o golo, ‘matando’ o jogo já que, a partir daqui, o ritmo baixou substancialmente e as equipas só queriam que o árbitro desse sinal para o final da partida.

Arbitragem com alguns erros de Bruno Esteves, mas globalmente positiva.|

UD Leiria 0
Ricardo Neves, Filipe Brigues (c), Tony Correia, Nailson, Kaká, Maksim (Afonso Caetano, 72′), Ulisses, Diaby, Adriano Castanheira (Pepo, 80′) João Vieira (Ernest, 76′), Leandro Souza. Não jogaram: Wilson, Denis, Rukas, Sérgio Duarte.
Treinador: Rui Amorim.

CD Aves 3
Fachini, Pedrinho (Ryan Gauld, 70′), Diego Galo, Defendi, Nildo, Vítor Gomes, Falcão, Paulo Machado (Rodrigo, 70′), Amilton, Salvador Agra, Derley (Arango, 82′).
Não jogaram: Marco Pinto, Guedes, Ponck, Braga.
Treinador: Lito Vidigal.

Estádio Municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria
Árbitro: Bruno Esteves (AF Setúbal).
Assistentes: Rui Teixeira e Rui Cidade.
Espectadores: 1.900.
Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Derley (26′), 0-2 Vítor Gomes (66′), 0-3 Amilton (83′).
Disciplina: Amarelo a Ulisses (13′), Adriano Castanheira (38′), Diego Galo (69′), Vítor Gomes (85′), Nildo (87′).

Texto: José Roque – Diário de Leiria
Foto: Luís Filipe Coito