Caldas e Praiense empataram sem golos, num jogo em que as duas equipas mostraram-se mais preocupadas em não perder do que em ganhar, pelo que o nulo justifica bem o equilíbrio de forças.

A primeira situação de perigo pertenceu ao Caldas quando Militão desviou de cabeça um livre de André Santos, proporcionando a Tiago Maia uma grande defesa. Pouco depois, o mesmo jogador caldense encheu o pé do meio da rua, num remate que passou muito perto da baliza açoriana.

Do outro lado, o Praiense respondeu de bola parada, com João Peixoto a obrigar Natalino a uma defesa apertada.

A partir daqui, o jogo foi muito disputado a meio-campo, sem que nenhuma das equipas conseguisse chegar com perigo junto à área contrária.

As equipas subiram ao relvado na segunda parte com a mesma missão, ou seja, com o intuito de não permitir grandes veleidades ao adversário, arriscando pouco em termos ofensivos.

Assim, o tempo foi passando sem grandes motivos de interesse pelo que só na parte final o jogo voltou a animar quando João Tarzan fez um ‘slalom’ e rematou cruzado com a bola a passar perto do alvo. Do outro lado, foi Diogo Moniz quem tentou o remate de longe, mas Natalino mostrou-se seguro entre os postes.

Mesmo em cima do apito final, o Caldas dispôs de uma soberana oportunidade quando Alexandre Cruz foi à linha cruzar atrasado, mas quando João Tarzan se preparava para encostar para o golo, apareceu um defesa açoriano a limpar o lance.|

Caldas SC 0
Natalino, Militão, Rony, Rui Almeida, Clemente, Paulo Inácio, André Simões (Marcelo, 84′), André Santos, Luís Farinha (Nuno Januário, 64′), Felipe Ryan (Alexandre Cruz, 74′), João Tarzan. Não jogaram: Rafael Martins, Cascão, Bé, Rúben Araújo.
Treinador: José Vala.

SC Praiense 0
Tiago Maia, Pascoal, Breno, Careca, Vitinha (Diogo Moniz, 66′), João Peixoto, Stehb, Luciano, Dinamite, Filipe Andrade (André Azevedo, 82′), Magina (Diogo Fonseca, 71′). Não jogaram: Mário Rui, Diogo Martins, Igwe.
Treinador: Francisco Agatão.

Campo da Mata, Caldas da Rainha
Árbitro: Miguel Nogueira (Lisboa).
Assistentes: Hugo Guerreiro e Gonçalo Freire.
Disciplina: Amarelo a Magina (34′), Felipe Ryan (38′), Diogo Moniz (90′).

Texto: Renato Santos – Diário de Leiria
Foto: Joel Ribeiro – Gazeta das Caldas