O treinador do Caldas, José Vala, encara o jogo com o Farense, na quarta-feira, como mais uma hipótese de chegar à final da Taça de Portugal, e conta com a motivação dos jogadores.
“Depois do que já fizemos para chegarmos aqui, nos jogos com o Arouca e com a Académica, encaramos este jogo como mais uma hipótese de chegar à final e é nisso que nos vamos concentrar, procurando um feito histórico para o clube e para as Caldas da Rainha”, disse José Vala à agência Lusa.
Satisfeito por “jogar em casa”, num campo com toda a “envolvência”, José Vala não desvaloriza, no entanto, “as dificuldades de defrontar uma equipa de outra série”, nem “as qualidades e particularidades” do adversário.
E é nesse sentido, que o técnico do Caldas diz contar com a “grande motivação” do seu plantel para “superar eventuais debilidades” no jogo agendado para as 18:00 de quarta-feira, nas Caldas da Rainha.
“Vamos treinar e procurar estar na melhor forma na esperança de que o fator motivacional bata o cansaço” da equipa que no último fim de semana defrontou fora o Sporting de Guadalupe, da Graciosa (Açores), vencendo por 1-0.
Depois da partida e da “odisseia” do regresso da equipa que pela primeira vez teve “dezenas de adeptos à espera no aeroporto [de Lisboa], José Vala acredita que “o entusiasmo e apoio da claque, dos adeptos e de toda a população” será um fator de peso no desempenho na Taça.
Segundo o técnico, a equipa parte “cheia de entusiasmo e foco no trabalho que tem que fazer para alcançar a principal aspiração de chegar à final e de defrontar um dos grandes [no caso Sporting ou o FC Porto]”.
“É preciso chegarmos à final e é isso que esperamos conseguir”, justificou o técnico, que em caso de apuramento ainda terá que defrontar nas meias-finais o vencedor do jogo entre Rio Ave e Desportivo das Aves.
O jogo entre o Caldas e o Farense, dos quartos de final da Taça de Portugal, vai disputar-se na quarta-feira, às 18:00 horas, no Campo da Mata, nas Caldas da Rainha.
O confronto entre as duas equipas do Campeonato de Portugal — o Farense lidera a Série E, enquanto o Caldas é 11.º na Série C – vai permitir que uma equipa do terceiro escalão do futebol nacional esteja nas meias-finais da competição.

Texto: Lusa
Foto: Vítor Chi – Record