Num jogo em que o empate seria o resultado mais justo, foi mais feliz o Beneditense (1-2) que, em desvantagem, não teve receios de arriscar e procurar a vitória, acabando por ser recompensado por isso, com um golo nos últimos segundos da partida.

O jogo começou desinteressante, com muito pontapé para a frente e com as duas equipas raramente a conseguirem criar um jogada com princípio, meio e fim. O forte vento também não ajudava e só aos 18′, um livre de André Cruz chegou a ameaçar. Na resposta, Rafael Ramalho, após bom lance individual, rematou ao lado da baliza de Carlos Vieira.

Nesta fase, o Vieirense estava mais forte e paulatinamente foi empurrando o Beneditense para o seu reduto defensivo, mas pertenceu ao Beneditense o lance de maior perigo, com Rúben Fernandes a ter um corte decisivo, após bom lance de Pedro Pimenta.

Na segunda parte, o Vieirense entrou a todo o gás e já depois de ter enviado uma bola à barra, aos 48′, André Cruz, na marcação de um canto directo, inaugurou o marcador.

Moralizado pelo golo, o Vieirense passou a estar novamente por cima no jogo e, aos 57′, depois de um excelente lance colectivo, André Cruz por muito pouco não ampliou a vantagem.

Leandro Santos não estava satisfeito com o que via e decidiu alterar a sua equipa, lançando Lucas Guedes e passando a jogar apenas com três defesas. A correr mais riscos, o Beneditense pouco depois chegou ao empate, num lance em que o capitão Batuto antecipou-se a toda a gente após um canto, e restabeleceu o empate.

A partir daqui, o jogo ficou completamente partido e já depois do Vieirense ter desperdiçado uma ocasião soberana para chegar à vitória, com João Gomes a escorregar na hora de finalizar, o Beneditense foi mais eficaz e, mesmo em cima do apito final, Lucas Guedes fez o golo que deu a vitória ao Beneditense.

Arbitragem regular de Pedro Narciso, mas terá ficado por marcar um pontapé de penálti a favorecer o Vieirense.|

ID Vieirense 1
Carlos Vieira, Júlio Gomes, Diogo Freitas, Bruno Godinho, Rúben Fernandes, Sérgio Letra (c), Giovety, Gonçalo Coelho, André Cruz (Luís Soares, 77′), Douglas (João Gomes, 80′), Flávio Botas. Não jogaram: Bruno Dinis, Hugo Neto, Nuno Santos, Fábio Lucas.
Treinador: Luciano Silva.

Beneditense 2
Fábio Silva, Justino, Batuto (c), Pedro Patrício (Lucas Guedes, 70′), Guilherme, Rafael Peralta (Lucas Grilo, 64′), Miguel Guerra, Miguel Rodrigues, Diogo Lopes, Pedro Pimenta, Rafael Ramalho. Não jogaram: Marcelo, Diogo Fialho.
Treinador: Leandro Santos.

Estádio Tomé Albano Féteira, em Vieira de Leiria
Árbitro: Pedro Narciso.
Espectadores: 120. Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 André Cruz (48′), 1-1 Batuto (72′), 1-2 Lucas Guedes (90+4′).
Disciplina: Amarelo a Miguel Guerra (18′), Gonçalo Coelho (62′), Bernardo Giovety (90+3’).

Texto e foto: Pedro Almeida – Diário de Leiria