O Caldas arrancou a ferros uma vitória frente ao Sintrense por 2-1, num jogo em que os caldenses começaram a perder, mas operaram a reviravolta, mesmo jogando em inferioridade numérica desde os 30 minutos, com destaque para João Tarzan que voltou a ser decisivo ao bisar.

Começou melhor o Caldas, dispondo de uma grande oportunidade, com Pedro Emanuel e João Tarzan a ficarem perto do golo, mas Filipe Leão salvou o Sintrense.

Apesar do maior ascendente do Caldas, foi o Sintrense quem inaugurou o marcador, através de um livre directo em que Carlos Alves enganou Luís Paulo para o 0-1.

A situação do Caldas ficou ainda pior quando Rui Almeida, num espaço de três minutos, viu dois amarelos, acabando por receber ordem de expulsão.

Em superioridade numérica, o Sintrense mostrou-se mais ‘mandão’ no jogo, mas sem criar reais situações de perigo. O melhor que conseguiu foi um livre de Carlos Alves que Militão cortou ao primeiro poste.

Ainda antes do descanso, o Caldas criou perigo ao cobrar rápido um livre, mas Nuno Januário não conseguiu bater Filipe Leão.

Na segunda parte, começou melhor o Caldas com Vítor Tarzan, isolado por Pedro Emanuel, a não conseguir finalizar com sucesso. Respondeu o Sintrense por Tino Santos, com um remate que passou perto do alvo.

O Caldas continua a carregar no acelerador e a somar oportunidades de golo, até que chegou finalmente ao empate, com João Tarzan a aproveitar um péssimo atraso de um defesa do Sintrense para bater Filipe Leão.

A partir daqui o jogo quebrou um pouco de ritmo, mas voltou a ganhar emoção nos minutos finais, quando Luís Farinha cabeceou a rasar o poste.

Em cima do minuto 90, o Caldas beneficiou de um pontapé de penálti a castigar falta de José Custódio, que acabaria expulso, com João Tarzan a consumar a reviravolta no marcador na marca dos 11 metros, para gáudio dos cerca de 1000 adeptos caldenses que estiveram nas bancadas.|

Caldas SC 2
Luís Paulo, Cascão, Militão, Rui Almeida, Clemente, Paulo Inácio, Vítor Tarzan (Marcelo, 60′), Felipe Ryan, Nuno Januário (Luís Farinha, 59′), João Tarzan, Pedro Emanuel (Bé, 90+4′). Não jogaram: Natalino, Alexandre Cruz, Paixão, Rúben Araújo.
Treinador: José Vala.

SU Sintrense 1
Filipe Leão, Fábio Pala, Marinheiro, José Custódio, Carlos Alves, Cassamá, Ruben Ribeiro, Adílio Varela (Magique, 73′), Filipe Pipas (Luís Elói, 62′), Bob, Tino Santos (Tavares,59′). Não jogaram: Pedro Bairos, Altair, Filipe Gaspar, Mingao Mao.
Treinador: Jorge Prazeres.

Campo da Mata, Caldas da Rainha
Árbitro: Rui Soares (Santarém). Assistentes: Pedro Gorjão e Filipe Lascas.
Espectadores: 1000.
Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Carlos Alves (28′), 1-1 João Tarzan (60′), 2-1 João Tarzan (90+1′, g.p.).
Disciplina: Amarelo a Nuno Januário (4′), Cascão (13′), Rui Almeida (27′ e 30′), Rúben Ribeiro (42′), José Custódio (44′ e 89′), Filipe Pipas (53′), Felipe Ryan (75′), Luís Elói (75′), Cassamá (80′), Marinheiro (86′). Vermelho por acumulação a Rui Almeida (30′) e José Custódio (89′).

Texto: Renato Santos – Diário de Leiria
Foto: Joel Ribeiro – Gazeta das Caldas