O SC Pombal sofreu a primeira derrota na segunda fase (3-4) na recepção ao Gouveia, no jogo que marcou o regresso a Flandes na estreia do novo piso sintético.
A partida começou praticante com o golo do Gouveia, numa bola bombeada para a área onde surgiu Wesley a encostar de cabeça, tirando partido da sua alta estatura, para o fundo das redes caseiras.
Na jogada seguinte voltou a estar próximo novo golo forasteiro, mas desta feita Wesley rematou ao poste. Os pombalenses demoraram alguns minutos a refazer-se do ímpeto inicial do Gouveia, mas paulatinamente começaram a praticar um futebol mais apoiado e com circulação constante de flancos.
Com o passar do tempo, o jogo foi endurecendo, muito por culpa da grande agressividade da equipa serrana e de alguma passividade disciplinar do trio de arbitragem.
Contudo, ao minuto 28, Nuno, com um remate de primeira à entrada da área, repôs a igualdade e, pouco depois, foi Tiago Ferreira também com remate fora da área quem adiantou os leões (2-1), resultado com que chegaram ao intervalo.
O Gouveia veio para a segunda metade disposto a dar a volta ao resultado e contou com algum adormecimento inicial do Pombal para chegar ao empate, numa arrancada pela direita de Mateus que serviu Teodoro no coração da área, fuzilando Luís Rodrigues que nada podia fazer.
Pouco depois, David aproveitou uma bola perdida na confusão junto à baliza caseira para atirar a contar, fazendo o 2-3 para o Gouveia.
A perder perante o seu público, o Pombal reagiu bem e passou a pressionar mais o adversário no seu meio-campo, o que fez endurecer ainda mais o jogo, mas, com naturalidade, chegou ao golo com Mesquita ao aproveitar uma segunda bola que Borges socou para a frente após cabeceamento de Afonso.
Insatisfeito com a igualdade Márcio Rocha mexeu no xadrez para tornar a equipa ainda mais ofensiva, mas foi o Gouveia quem chegou ao triunfo com um golo de Mateus, muito contestado pelos homens da casa que entendem estar em posição irregular.
Nota negativa para a arbitragem, demasiado permissiva no plano disciplinar, mas damos o benefício da dúvida no lance do último golo. |

SC Pombal 3
Luís Rodrigues (c), Dédé, Afonso, Vieira, Gonçalo, Luís Carlos (André,81’), Nuno, Duary (Chico, 68’), Tiago Ferreira, Mesquita e Vasco. Não jogaram: Moital, Daniel Alves e Cardoso.
Treinador: Márcio Rocha.

GD Gouveia 4
Borges, Teodoro, Reis, Wesley, Vladimir (Jonata, 58’), Tomás (c), Batista, Geovanni, Igor (Paulo Vaz, 90’), Mateus e David (Paulinho, 86’). Não jogaram: Elias, Ruben, Pablo e Rabaco.
Treinador: Márcio Silva.

Campo Dr. Armindo Lopes Carolino, em Flandes
Árbitro: João Silva (Castelo Branco). Assistentes: Jorge Fernandes e Paulo Ferreira.
Espectadores: 120. Ao intervalo: 2-1.
Golos: 0-1 Wesley (5’), 1-1 Nuno (28’), 1-2 Tiago Ferreira (35’), 2-2 Teodoro (47’), 2-3 David (50’), 3-3 Mesquita (54’), 3-4 Mateus (77’).
Disciplina: Amarelo a Vladimir (30´), Wesley (30’), Teodoro (38’), Vasco (50’) e Geovanni (63’).

Texto e foto: Carlos Pinheiro – Diário de Leiria