Marinhense e Caldas não foram além de uma igualdade (2-2) num jogo com resultado incerto até ao final.
Com tudo já decidido em termos classificativos, não foi de estranhar que o jogo tenha começado numa enorme monotonia e com a bola sempre longe das duas balizas. Apesar do equilíbrio, o Caldas tinha algum domínio territorial, mas ainda assim não conseguia materializar esse ligeiro domínio em ocasiões de perigo.
Foi preciso esperar até aos 35′ para o jogo ter realmente o seu primeiro lance de verdadeiro interesse. E que lance. Rena, à entrada da área, acreditou que pode ser feliz e, com um potente remate, fez um excelente golo, colocando o Marinhense em vantagem.
A etapa complementar começou bastante mais interessante que a inicial e, logo aos 37′, o Marinhense esteve perto de ampliar a vantagem, mas João Carvalho, com tudo para fazer o golo, rematou ao lado da baliza de Maranhão.
Em desvantagem, o Caldas procurava reagir, mas, ainda assim, pertencer novamente ao Marinhense mais uma excelente oportunidade de golo, mas Frias não conseguiu ultrapassar Guilherme Maranhão que, com uma excelente defesa, evitou o 2-0.
E se o Marinhense desperdiçava, melhor fez o Caldas, com Tomás Silva a aproveitar um cruzamento da esquerda para, com um trabalho individual, rematar forte e colocado, restabelecendo o empate.
O golo galvanizou o Caldas que, pouco depois, aos 58′, chegou mesmo à vantagem, na sequência de um canto na direita, com David Gesteiro a ter um toque subtil e a fazer o 1-2.
Mas a vantagem não durou tempo. Aos 64′, o possante Carrasco teve um bom lance individual, e depois de passar por dois adversários, fez o 2-2 e colocou justiça ao marcador.
Empate justo, num jogo que marca a despedida da actual temporada em que as duas equipas conseguiram a manutenção, continuando assim na próxima temporada nos campeonatos nacionais.
Arbitragem regular do trio comandado por Diogo Andrade.|

AC Marinhense 2
Lima, Léo, Guilherme, João Carvalho (Alvadia, 60′), Frias, Rossa, Gonçalo Branco (c), João Martins (Pedro, int.), Rena, Fábio (Wilson, 60′), Brasão (Carrasco, int.). Não jogaram: Francisco, Lavos, Fredy.
Treinador: Hugo Mota.

Caldas SC 2
Maranhão, Gui Santos, Rafa Pinheiro (Miguel Rebelo, int.), João Gonçalves, João Lopes (Gui Martins, int.), Thomas Milroy (c), Tomás Silva, Bruno Vieira, Pedro Oliveira, João Carvalho (Diogo Fortes, int.), David Gesteiro. Não jogaram: Afonso, Mateus, Salvador.
Treinador: Luís Lopes.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: Diogo Andrade (AF Angra do Heroísmo). Assistentes: Pedro Ferreira e André Herminio.
Espectadores: 80. Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0 Rena (35′), 1-1 Tomás Silva (51′), 1-2 David Gesteiro (58′), 2-2 Carrasco (64′).
Disciplina: Amarelo a Leo (61′).

Texto: Pedro Almeida – Diário de Leiria
Foto: Rafael Ferreira