No dérbi do Oeste entre Caldas e Peniche, que teve a particularidade de ter sido disputado à porta fechada, o nulo imperou ao longo dos 90 minutos, num jogo em que o Caldas foi superior, mas não conseguiu contrariar uma bem organizada formação de Peniche que nunca virou a cara à luta.
Se na pré-época a formação caldense venceu o Peniche em jogo de treino de forma clara (3-0), desta feita os penichenses trouxeram a lição mais bem estudada e, com alguma ponta de felicidade, conseguiram amealhar um importante ponto no regresso ao Campeonato de Portugal.
O Caldas começou o jogo com ligeiro ascendente, ameaçando por várias vezes a baliza adversária, mas sem criar reais situações de perigo. Do outro lado, a meio da primeira parte, o Peniche ameaçou com um remate de Tiago Ferreira que passou ao lado do alvo.
Na resposta, o Caldas esteve perto do golo quando Paulo Inácio lançou Rafael Silveira na área, com o avançado a rematar de primeira ao poste, com André Simões, na recarga, a atirar ao lado.
Já perto do intervalo, o Peniche criou perigo quando Miguel Miguel ganhou em velocidade a Pedro Gaio, mas, sem ângulo, atirou para defesa segura de Luís Paulo.
Na segunda parte, o Caldas entrou muito forte com Marcelo a aparecer isolado, mas o médio rematou ao lado. Pouco depois, foi David Salgado quem falhou por pouca a emenda para o golo.
Após esta fase de domínio intenso do Caldas, o Peniche conseguiu ‘encaixar’ no adversário, com o ritmo de jogo a baixar consideravelmente, pelo que as oportunidades de golo foram escasseando.
Na etapa final, o jogo foi disputado quase em permanência no meio-campo do Peniche, mas o Caldas não conseguia encontrar o caminho para o golo, com a formação de Vítor Martins a segurar o ponto com unhas e dentes. |

Caldas SC 0
Luís Paulo, Militão, Rui Almeida, Pedro Gaio ((Tomás Meneses, 45’), Juvenal (Ricardo Dâmaso, 72′), Luís Farinha, Paulo Inácio, André Simões, Leandro Vilas Boas (Marcelo, 45’), David Silva, Rafael Silveira.
Não jogaram: Francisco Silva, Bernar-do, Rúben Araújo, Nuno Januário.
Treinador: José Vala.

GD Peniche 0
Diogo Soares, Paulo Brites, João Lobo, Samiro, Luís Gonçalves, Luís Pinto, André Cosme, Zílio, Miguel Miguel (Fred Oliveira, 90′), Motinha (João Silva, 74′), Tiago Ferreira (Fred Martins, 57′).
Não jogaram: André Mata, Hugo Meira, Amar Boissy, Gonçalo Chaves.
Treinador: Vítor Martins.

Campo da Mata, Caldas da Rainha
Árbitro: Flávio Lima (AF Lisboa).
Assistentes: Fábio Félix e Ricardo Azevedo.
Disciplina: Amarelo a João Lobo (19′), Thomas Militão (63′), Luís Farinha (90+2′), André Simões (90+3′).

Texto: Renato Santos – Diário de Leiria
Foto: Joel Ribeiro