Os iniciados do Peniche deslocaram-se ao Entroncamento no Campeonato Nacional de Iniciados e defrontavam uma equipa à procura de chegar rapidamente aos quatro primeiros classificados, que dão acesso à fase final. A turma de Peniche dificultou ao máximo a tarefa do CADE mas a formação do distrito de Santarém tinha a solução no banco de suplentes, tendo vencido por 2-0.
Os da casa entraram mandões no jogo e a fazer valer a grande envergadura física para ganhar a luta a meio-campo e criar alguns calafrios ao guarda-redes penicheiro através de bolas colocadas em profundidade. Mas os homens do mar conseguiram equilibrar o jogo e dispuseram mesmo da melhor oportunidade da primeira parte, em que, depois de uma boa jogada de envolvimento colectivo, João Ramiro apareceu na área, mas permitiu o corte ao defesa contrário quando a bola já se encaminhava para a baliza.
A segunda parte começou com a equipa da casa e exercer uma maior pressão sobre os forasteiros e a desperdiçar um par de oportunidades. No primeiro lance, Rafael Pereira fez uma boa defesa e depois foi o avançado Daniel Caleiro quem não conseguiu emendar uma sobra à boca da baliza.
Apesar do maior domínio do adversário, o Peniche não deixava de colocar em alerta a defesa anfitriã e após excelente passe de João Antunes, Pedro Gonçalves, só com o guarda-redes pela frente, não conseguiu inaugurar o marcador, permitindo a defesa a Gonçalo Correia.
À passagem do minuto 55 chegou o primeiro golo do jogo, com uma boa jogada individual de Afonso Marcos, a culminar com um remate cruzado, sem hipótese para Rafael Pereira.
O Peniche foi à procura do empate, mas só através de meia distância conseguia incomodar a boa organização defensiva do CADE. Já no período de descontos, e num contra-ataque bem delineado, Miguel Pires, que tinha saltado do banco, bem como o autor do primeiro golo, fez o 2-0 final.
Vitória justa, mas muito difícil dos homens da casa , num relvado em más condições. Excelente arbitragem e sem qualquer influência no resultado final.|

CADE 2
Gonçalo Correia, João Fragoso, Duarte Chambel (c), Natan Cremonini, Francisco Nunes, Joaquim Serrano, João Oliveira (Afonso Marcos, 35′), Lourenço Pedro (Miguel Pires, 35′), Daniel Caleiro, Tiago Marques (Bernardo Lopes, 70′), Guilherme Cartaxo (Romeu Silva, 58′).
Não jogaram: Miguel Silva, Zanovyak e Tomás Freitas.
Treinador: Abdoulaye Kaloga.

GD Peniche 0
Rafael Pereira, Sérgio Correia, Mauro Ferreira, Bernardo Ferreira, Guilherme Inácio (Martim Sousa, 47′), André Chagas (Daniel Correia, 57′), Diogo Vieira, João Antunes (c João Ramiro, Fábio Manuel (Miguel Vagos, 35′), Pedro Gonçalves.
Não jogaram: Francisco Martins, João Pereira, Bernardo Gomes, Telmo Fonseca.
Treinador: João Aguiar.

Complexo Desportivo Bonito, em Entroncamento
Árbitro: Beatriz Campos. Assistentes: Telmo Carvalho e Hugo Ventura.
Espectadores: 100. Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Afonso Marcos (55′), 2-0 Miguel Pires (70′).
Disciplina: Amarelo a Joaquim Serrano (58′), Romeu Silva (69′) e Martim Sousa (70′).

Texto e foto: Nuno Copa – Diário de Leiria