No passado sábado, o Campo da Portela foi palco de uma tarde recheada de golos, com o GS Loures a vencer o Marinhense por 5-4, a contar para a II Divisão Nacional.

Debaixo do forte vento sentido na Portela, começou melhor o Loures e logo ao minuto 2, adiantou-se no marcador: Livre com cruzamento para a área, Bismark cabeceia e Daniel Canalli não consegue desviar o esférico do fundo das redes, ficando mal na fotografia. Quinze minutos depois, o Loures voltaria ao golo, após um canto curto, por intermédio de João Carmo.

O Loures não tirava o pé do acelerador, e marcava à passagem do minuto 26 um golo do “outro mundo”: Remate de Rafael Marques do “meio da rua” que termina no ângulo superior esquerdo da baliza “alvinegra”, fazendo o 3-0. Ao minuto 33, o Loures dilatava a vantagem por intermédio de Miguel Santos, que beneficiou de uma bela arrancada de Vasco Garcia.

O intervalo não chegaria sem o golo do Marinhense: Livre batido para a área, alguma confusão e pouco esclarecimento na defesa do Loures que João Almeida aproveitou para faturar e levar o jogo para o intervalo com um 1-4 no marcador.

A segunda parte vislumbrou-se diferente: O Marinhense acertou defensivamente e “encostou às cordas” o Loures, que tentava sempre sair no contra ataque. O 2-4 chegaria mesmo ao minuto 58, por Rúben Brilhante, após uma grande penalidade por mão na bola na grande área.

Porém, seria o Loures que chegaria a mais um golo, numa das saídas em contra ataque: Grande passe de Miguel Santos e Bismark bisa, num remate fulminante, sem hipótese para Daniel Canalli.

O Marinhense não desistiu e conseguiu reduzir por duas vezes, já perto do final: Primeiro por Mário Lopes, após um ressalto bem aproveitado do médio, e posteriormente por Brilhante, que bisou na partida, isolado perante David Nunes.

Até final, o Marinhense pressionou o Loures e vislumbrou-se o empate inédito, que não foi conseguido por pouco, num jogo que merecia um empate pelo que foi o global da partida, que viu o seu final manchado com incidentes na bancada, após provocações dos jogadores do GS Loures, prontamente sanadas.

AC Marinhense 4
Daniel Canalli, Bernardo Bastos, João Almeida, João Bento (39’ Mário Lopes), Rúben Brilhante, Samuel Lopes,Rodrigo Confraria (57’ Duarte Branco), Rudi Coelho, Luís Coelho (39’ Willian Costa), Petinga, Gabriel Jesus.
Não jogaram: Germano, Francisco Matias, Pedro Vitorino.
Treinador: Tógui Santos.

GS Loures 5
David Nunes, Luis Carneiro, Rafael Marques, Ricardo Alcobia, Miguel Santos, Vasco Garcia, Hugo Sousa (73’ João Henriques), Rodrigo Simões, Bernardo Neves (82’ Tiago Fonseca), João Carmo, Bismark Sanca (68’ Diogo Rodrigues).
Não jogaram: Idálio Sá, Tiago Ferreira, Tiago Fernandes, Diogo Melo.
Treinador:  Carlos Santos.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: David Salvador (AF Setúbal).
Assistentes: João Lourenço e Eurico Vilela.
Espectadores: 40. Ao intervalo: 1-4.
Golos: 2’ Bismark Santa (0-1), 16’ João Carmo (0-2), 26’ Rafael Marques (0-3), 34’ Miguel Santos (0-4), 45+2’ João Almeida (1-4), 59’ Rúben Brilhante (2-4, GP), 67’ Bismark Sousa (2-5), 80’ Mário Lopes (3-5), 88’ Rúben Brilhante (4-5).
Disciplina: Amarelo a número 11 deles (65’).

Texto e foto: André Lucas – Diário de Leiria