Na tarde do passado domingo, o Estádio do Alqueidão da Serra foi palco de um jogo emotivo e com uma boa assistência, com o mau tempo a não afastar os adeptos.
Começou mais controlador o Marinhense, sempre com a posse de bola, mas sem criar grandes oportunidades de perigo. Destaque apenas para um lance entre João Paulo e Ângelo, em que o guarda-redes da casa demorou a colocar a bola em jogo e o avançado esteve perto de fazer o primeiro da tarde.
O Alqueidão da Serra saía bem no contra-ataque e por pouco não fez o golo após uma grande arrancada de Videira, rematando contra Guerra que ‘oferecer o peito às balas’.
Respondeu o Marinhense por intermédio de Alex Dias que, após um cruzamento milimétrico de Fred Machado, atirou por cima, na melhor oportunidade da primeira parte.
A primeira parte fechava com um lance de grande perigo para a equipa da casa. Mais uma arrancada do mais ‘inconformado’ do Alqueidão, Videira, que rematou ao lado da baliza.
Marinhense mais forte
Na segunda parte, o Marinhense entrou mais esclarecido e controlador, não permitindo à equipa contrária os contra-ataques que criaram perigo na primeira parte.
Logo aos 48 minutos, o recém-entrado Rúben Coelho esteve perto de um golo olímpico, após um canto na esquerda, mas valeu Ângelo a tirar em cima da linha.
À passagem do minuto 67, surgiu o único golo da tarde, após uma jogada fantástica quando Pedro Emanuel isolou com grande classe Rúben Coelho e o extremo passou para o lado, para João Paulo finalizar e fazer o primeiro e único golo da partida.
Até final, o Marinhense controlou a partida e geriu o resultado com posse de bola, havendo poucas oportunidades de golo concretas. Destaque apenas para uma grande penalidade reclamada pelos homens da casa por alegada falta de Pedro Rodrigues, que parece cortar de forma limpa, dentro da área, num jogo com uma boa arbitragem do trio liderado por José Agostinho.|

CCR Alqueidão Serra 0
Ângelo, Serginho, Tiago Cerejo (Fitas, 67’), David, Luís Correia, Leandro Gaspar, Rudy (Matos, 80’), Videira, Dady, Vasco, Vazão (Colaço, 20’).
Não jogaram: André Tavares, Pauleta, Fadinho, Zé.
Treinador: Filipe Faria.

AC Marinhense 1
João Guerra, Fred Machado (John Abraham, 67’), Luís Oliveira, Nelson Marques, Zé Pedro, Pedro Rodrigues, André Sousa, Rúben Martins, Alex Dias (Rúben Coelho, int.), João Paulo, Pedro Emanuel (Fábio Coça, 90+3’).
Não jogaram: Hugo Pinheiro, Tozé, Bernardo Lopes, Pedro Faustino.
Treinador: Marco Aurélio.

Estádio do CCR Alqueidão da Serra
Árbitro: José Agostinho. Assistentes: Ricardo Nobre e Marco Marques.
Espectadores: 300. Ao intervalo: 0-0.
Golos: 0-1 João Paulo (67’).
Disciplina: Amarelo a Dady (32’), David (38’), Pedro Rodrigues (45’), Rúben Martins (65’). Expulsão do treinador Filipe Faria (71’).

Texto e foto: André Lucas – Diário de Leiria