O Ginásio de Alcobaça venceu na Benedita por 1-2 num dérbi marcado pela polémica, com a equipa da casa a queixar-se bastante da arbitragem.
O jogo começou num ritmo bastante intenso. Muita velocidade sobre a bola e as duas equipas com pouco tempo para pensarem o jogo. O Beneditense tinha um ligeiro domínio, e Marcelo Marquês, após boa jogada de Rafael Agostinho, teve uma boa oportunidade de golo, mas optou pelo remate em jeito, quando se pedia um remate forte.
O Beneditense desperdiçou e melhor fez o Ginásio, que praticamente no primeiro lance de perigo, Pedro Pimenta apareceu isolado na cara de Fábio Giroto, e fez o golo inaugural com grande frieza.
Em desvantagem, o Beneditense procurou inverter o rumo dos acontecimentos, mas pela frente foi encontrando uma bem organizada equipa do Ginásio de Alcobaça, que com um meio-campo muito forte, foi conseguindo controlar o jogo e procurava ter sempre a bola o mais longe possível da sua baliza. Só em esporádicos remates de longe, o Beneditense se conseguia aproximar junto da baliza defendida por Bruno Estrelinha.
O intervalo parece ter feito bem aos comandados de Rui Agostinho, que entraram mais esclarecidos em campo e começaram finalmente a acercar-se com perigo da baliza do Ginásio.
Já depois de alguns avisos, e depois de uma bola no poste no minuto anterior, aos 71′, o Beneditense chegou mesmo ao golo do empate, através de Diogo Lopes com um remate colocado a fazer o 1-1 e a dar justiça ao marcador.
O golo galvanizou a equipa da casa, e nos minutos seguintes continuou a ter domínio no jogo, mas aos 88′, num lance em que o Beneditense reclama uma falta anterior, Valdir foi carregado na área do Beneditense e o mesmo Valdir, na marcação da grande penalidade, fez o 1-2 e colocou novamente o Ginásio em vantagem.
Com os minutos a jogarem a favor da equipa de Leandro Santos, o Beneditense ainda reclamou de uma possível grande penalidade sobre Miguel Carmo, mas Diogo Oliveira não entendeu da mesma forma.|

Beneditense 1
Fábio Giroto, Justino, Patrício, Miguel Peralta, Guilherme Lopes, João Noite, Lucas Grilo, Marcelo Marquês (Luís Paixão, 75′), Asdrúbal (Miguel Carmo, int.), Diogo Lopes, Rafael Agostinho (Bernardo Súbtil, 86′).
Não jogaram: Miguel, Rafael Ramalho, João Amaro.
Treinador: Rui Agostinho.

GC Alcobaça 2
Bruno Estrelinha, João Túlio, Hélio Aurélio, Bruno Oliveira, Guilherme Sousa, Tiago Figueira (João Candeias, 62′), Bruno Daniel (c) (Carlos Marques (90+4′), Miguel Rodrigues, Telmo, Pedro Pimenta (Tomás Santos, 84′), Valdir Júnior.
Não jogaram: Fábio Santos, Dinis Quitério, Rúben Santos.
Treinador: Leandro Santos.

Campo de Jogos Fonte da Senhora, na Benedita
Árbitro: Diogo Oliveira.
Espectadores: 200. Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Pedro Pimenta (21′),1-1 Diogo Lopes (71′), 1-2 Valdir Junior (89′, p.).
Disciplina: Amarelo a Bruno Daniel (6′), João Noite (14′), Hélio Aurélio (60′), Marcelo Marquês (67′), Patrício (77′), Miguel Peralta (88′), Valdir Junior (89′), João Candeias (90′). Técnico Rui Agostinho recebeu ordem de expulsão.

Texto: Pedro Almeida – Diário de Leiria
Foto: Fernando José