Num jogo equilibrado, o Guiense conseguiu recuperar de duas desvantagens frente ao Portomosense, e um golo de Diogo Gameiro, já nos minutos finais do jogo, acabou por dar a vitória à equipa treinada por Mário Artur, ao mesmo tempo que os visitantes averbaram a primeira derrota no campeonato.
O jogo começou num ritmo bastante vivo e, logo aos 5′, Testas adiantou o Portomosense no jogo. Elton Cruz cruzou tenso e Testas, oportuno, a desviar à boca da baliza.
Em desvantagem, o Guiense respondeu de pronto e, aos 11′, chegou ao empate. Bela desmarcação de Félix na área, e só com Caio pela frente, não teve dificuldades em restabelecer a igualdade.
A partir daqui, o jogo entrou numa toada mais morna, com muita disputa de bola a meio-campos, mas com as duas equipas a não conseguirem criar lances de verdadeiro perigo.
Só aos 38′, surgiu novamente um lance de golo eminente, com Joel a desmarcar Ima na esquerda que, em diagonal, avançou para a baliza do Portomosense, mas só com Caio pela frente, o avançado do Guiense acabou por não conseguir chegar ao golo.
Depois de uma etapa inicial interessante, a segunda parte começou da mesma forma e logo aos 48′, Testas colocou de novo o Portomosense na frente do marcador. Bola lançada na direita, com Testas a ganhar em velocidade, a acreditar no lance, e com um toque subtil a conseguir tirar a bola do alcance de Sérgio (1-2).
O jogo estava praticamente uma fotocópia da etapa inicial, e logo depois do golo do Portomosense, o Guiense respondeu com o golo do empate. Félix assistiu Joel na área do Portomosense e o experiente avançado, com a eficácia que se lhe reconhece, a não vacilar e a fazer o 2-2.
Novamente empatado, o jogo estava agora mais ‘partido’, com as duas equipas a apostarem em bolas nas costas das defensivas adversárias, com o perigo a rondar ambas as balizas.
Do lado do Portomosense, Testas era um dos mais inconformados, e aos 67′, teve um bom trabalho na direita, rodou bem para dentro, mas o remate acabou por sair ao lado da baliza de Sérgio. Pouco depois, foi Bóris que, no seguimento de canto de Cepeda, saltou mais alto que toda a gente, mas o cabeceamento saiu ao lado da baliza do Guiense.
Mas não era só o Portomosense que criava perigo. Aos 77′, depois de uma insistência de Tiago Grilo, a bola sobrou para Joel que já em esforço conseguiu o cruzamento na esquerda, mas não apareceu ninguém a finalizar com sucesso.
Até que, quando se pensava que o empate seria o resultado final, aos 85′, Diogo Gameiro, que tinha entrado no decorrer da segunda parte, num lance pleno de oportunidade, conseguiu chegar ao golo e colocar o Guiense a vencer por 3-2, no que viria a ser o resultado final.
Arbitragem regular e sem casos de Eduardo Brites e seus assistentes.|

GD Guiense 3
Sérgio, Tiago Marques, Vítor, Varalonga, Gato, Diogo, Tiago Grilo, André Duarte (Fábio Alberto, 90′), Ima (Diogo Gameiro, 68′), Félix (c), Joel (Normando, 83′). Não jogaram: Zé, João Filipe, Ricky.
Treinador: Mário Artur.

AD Portomosense 2
Caio, Nicolas, Carlos Cruz, Farruba, Diogo (Lote, 79′), Bóris, Rica, Bruno Cepeda (Caracol, 70′), Elton Cruz (c), Testas, Zé Sousa (Bruno, 59′).
Não jogaram: Caetano, Nuno, Félix Carvalho, Daniel.
Treinador: Miguel Pinto.

Campo das Cabecinhas, na Guia
Árbitro: Eduardo Brites. Assistentes: David Santos e Bruno Lourenço.
Ao intervalo: 1-1. Espectadores: 100.
Golos: 0-1 Testas (5′), 1-1 Félix (11′), 1-2 Testas (48′), 2-2 Joel (52′), 3-2 Diogo Gameiro (85′).
Disciplina: Amarelo a Gato (19′), Testas (56′), Vítor (62′), Carlos Cruz (85′), Tiago Grilo (87′), Tiago Marques (88′), Bruno (90′), Félix (90+2′).

Texto: Pedro Almeida – Diário de Leiria
Foto: Cid Ramos