Na passada tarde de sábado, o Marinhense recebeu e venceu o GD Guiense por 2-0, e garantiu a passagem à meia final da Taça do Distrito, num jogo maioritariamente controlado pela equipa da casa, que criou o suficiente para vencer por uma margem maior.
Desde cedo se começou a perceber que seria um jogo de desequilibro, com um Marinhense mais controlador e sempre mais perto de marcar. Tozé avisou os visitantes pela primeira vez aos 3′, com Sérgio em bom plano a defender. Hugo Pinheiro, que assumia a baliza alvinegra, defendeu minutos depois uma bomba de Tiago do meio da rua, numa das poucas oportunidades da equipa da Guia.
Pouco depois, após uma arrancada de Tozé e um cruzamento milimétrico, Rúben Coelho cabeceou ao poste da baliza de Sérgio, para desespero dos adeptos da casa.
O Marinhense ia somando oportunidades, com Rúben Martins a proporcionar a Sérgio uma grande defesa, e pouco depois João Paulo a cabecear por cima um cruzamento de Rúben Coelho. Ficava o aviso para o que vinha aí: cruzamento na esquerda e João Paulo, no coração da área, a fazer de cabeça o 1-0.
Rúben Coelho ainda dispôs de uma oportunidade para levar para o intervalo o jogo em 2-0, mas Sérgio foi enorme na baliza e saiu-se bem aos pés do avançado.
Na segunda parte, e apesar do jogo ter caído num ritmo monótono e sem grande intensidade, o Marinhense foi gerindo a posse de bola, atacando sempre pela certa e de forma mais esclarecida, perante um GD Guiense que saía apenas em transição ofensiva, mas nunca de forma a incomodar a defesa alvinegra.
Ainda assim Pedro Faustino ficou na cara de Sérgio, mas não conseguiu chegar à bola antes do guardião, que fechou bem o ângulo. Pouco depois, novamente Sérgio a fazer bem a mancha a remate de João Paulo. Mas o 2-0 chegaria mesmo, e pelos pés de Pedro Faustino que à entrada da área atirou colocado para o golo.
Alex Dias e João Paulo, pouco tempo depois, fecharam o livro de oportunidades do Marinhense, com um chapéu demasiado largo e uma bola no poste, respectivamente.
O jogo terminaria com um 2-0 no marcador, que coloca o Marinhense na meia final da Taça do Distrito onde irá defrontar o Beneditense.
Arbitragem positiva de Ivo Madureira, com erros mínimos que não influenciaram o resultado final.|

AC Marinhense 2
Hugo Pinheiro, Fred Machado, Nélson Marques, Luís Oliveira, Tozé, André Sousa, Fábio Silva (Pedro Faustino, 65’), Bernardo Lopes, Rúben Martins (Marcos Santos, 83’), Rúben Coelho (Alex Dias, 77’), João Paulo (c).
Não jogaram: João Guerra, Pedro Rodrigues, John Abraham, Zé Pedro.
Treinador: Marco Aurélio.

GD Guiense 0
Sérgio Fonseca, Vítor, Pedro Dias, Gato, Joel, André Félix (88’ Ricky), Diogo Grilo (68’ André Duarte), Diogo Gameiro (83’ Márcio), Fábio, Tiago Grilo, Francisco Pacheco.
Não jogaram: Zé, Matos, Raul, Ricardo Pedrosa.
Treinador: Mário Artur.

Campo da Portela, Marinha Grande
Árbitro: Ivo Madureira. Assistentes: Gracindo Vieira e João Santos.
Espectadores: 190. Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0 João Paulo (43’), 2-0 Pedro Faustino (80’).
Disciplina: Amarelo a Francisco Pacheco (60’).

Texto e foto: André Lucas – Diário de Leiria