FD Leiria – Quando e com que objectivos nasceu a Legião Amarela?
Legião Amarela –  Fizemos este fim de semana 4 anos. Começámos como um grupo de membros do Concelho que sempre tiveram um enorme respeito e apreço pelo nosso clube, Associação Desportiva e Portomosense. Na altura o clube estava numa fase menos boa a nível financeiro e motivacional e foi aí que, todos juntos, nos sentámos à mesa e decidimos levar avante esta ideia de criar uma claque que estivesse em todos os jogos a apoiar, a cantar e a motivar todo o clube. Foi exactamente há 4 anos que isso aconteceu e continuamos com a mesma força e vontade de fazer o que for preciso para apoiar o Portomosense Os nossos objetivos são como os de qualquer claque de apoio, que sejamos o melhor 12º jogador possível. Que sejamos unidos e que o clube sinta que estamos lá quer nos bons quer nos maus momentos. Queremos ser reconhecidos pela nossa originalidade, pela nossa paixão e queremos também que o povo portomosense ganhe ainda mais gosto de, em dia de jogo, para ir apoiar o clube.

FD Leiria – A nível nacional ou Internacional, há algum Grupo Ultra que vos sirva de exemplo e inspiração?
Legião Amarela – Como inspiração temos duas claques portuguesas: “Os Desnorteados”, claque do Sporting Clube de Espinho e também os White Angel’s, claque do Vitória de Guimarães. Inspiram-nos com as suas coreografias, com as suas músicas e com o amor ao clube claro.

FD Leiria – Ao longo destes anos têm visto mais Grupos Ultras por esses campos da Divisão de Honra? Que opinião ficaram deles?
Legião Amarela – Ficamos bastante contentes em ver outros clubes com claques de apoio e que se unem por uma boa causa. Apesar de existirem alguns,  ainda achamos pouco para a quantidade e qualidade de clubes nesta divisão. Apreciamos o trabalho realizado pela Armata, claque da União de Leiria,  mas do campeonato nacional.

FD Leiria – UR Mirense e CCR Alqueidão da Serra também contam com grupos de apoio. Qual é a vossa relação com eles?
Legião Amarela – Relativamente à nossa relação preferimos não comentar.

FD Leiria – O que pensam da actual lei da identificação e controlo das claques? E já tiveram algum problema relacionado com isso?
Legião Amarela – Achamos que é necessário existirem leis de controlo a esse nível. Segurança é sempre necessária seja em que contexto for. Apenas gostávamos que nos fosse permito, por vezes, utilização de alguns materiais para tornarmos algumas coreografias e performances mais fortes, mas percebemos, que de qualquer das formas, a segurança vem primeiro.

FD Leiria – Qual é a vossa relação com os treinadores e jogadores do clube?
Legião Amarela – Felizmente temos uma boa relação. Os jogadores apreciam muito a nossa presença e o nosso apoio. Esta época temos tido mais apoio por parte dos jogadores e da equipa o que nos motiva bastante também

FD Leiria – A nível da Direcção, recebem algum apoio?
Legião Amarela – Com a Direcção é uma relação mais distante mas sabemos que caso precisemos de alguma coisa estarão lá para nos ajudar.

FD Leiria – A AD Portomosense tem atravessado tempos de alguma instabilidade nestes últimos anos. O que pensam disso e qual é que acham que é a solução para o clube voltar a estar nos Campeonatos Nacionais?
Legião Amarela – O clube realmente não tem atravessado uma fase muito boa mas pensamos que está a recuperar bem. O início desta instabilidade foi uma das razões que nos levou a aparecer como claque. O clube precisava de motivação e nós conseguimos passar alguma força das bancadas para o campo.