Numa tarde onde as bancadas até estavam bem compostas e o tempo ajudava, o Salvaterrense foi derrotado em casa pelo SL Marinha por 2-4. Todavia, apesar do jogo mal conseguido, onde os jovens da Marinha Grande foram superiores, a equipa da casa assegurou, a tão desejada, manutenção no Campeonato Nacional de Iniciados.

O S.L. Marinha desde cedo que começou a tentar controlar o jogo e, até conseguiu fazê-lo durante quase toda a primeira parte, onde teve muitas oportunidades de golo, tendo aos 25′ conseguido adiantar-se no marcador, Ricky Filipe cruzou para o interior da área, a bola chegou até Alexandre Melo que rematou e fez golo.

A equipa de Salvaterra de Magos que tinha entrado apática na partida, após o golo sofrido, esboçou uma reação e conseguiu chegar à baliza adversária. No entanto, apenas conseguiu criar uma situação de perigo e alguns cantos. A formação visitante quis deixar a sua marca e, ainda antes do apito para intervalo, Nuno Vieira aproveitou um mau alívio da defensiva salvaterrense e fez o 2-0.

Depois do intervalo, a formação orientada por Simão Caramelo mudou de atitude e deu alguma alma à partida, conseguindo logo aos 50′, reduzir a desvantagem, por intermédio de Vicente. A equipa da casa encontrava-se por cima no jogo, e aos 12′ Edson desperdiçou uma oportunidade soberana para golo: boa jogada de Vicente que não foi egoísta e ofereceu de mão beijada o golo a Edson que acabou por falhar na altura de finalização.

Contra tudo o que se previa, o SL Marinha fez o 3-1. A equipa de Salvaterra não baixou os braços e, apesar de algumas dificuldades, conseguia chegar à baliza adversária. E, aos 64′, após um livre batido por Capela, Tiago Barros, cabeceou para o fundo da baliza e fez o 2-3.

A defesa salvaterrense voltou a pecar no momento decisivo e, novamente num erro defensivo, Nuno Vieira aproveitou e voltou a fazer o gosto ao pé, estabelecendo o resultado final em 2-4.