Jogo grande no Campo da Ordem, com o líder SL Marinha a receber o GRAP numa partida que poderia desde já definir muita coisa na parte superior da tabela classificativa.

O jogo começou bastante equilibrado, com as duas equipas a procurarem não arriscar em demasia e a jogarem no erro do adversário. E foi assim que apareceu o primeiro lance de perigo, quando Zanini ‘inventou’ em zona proibida, perdeu a bola e ‘obrigou’ Cardoso a cometer grande penalidade para travar o ataque do GRAP. Na conversão do castigo, Nuno permitiu a defesa de Cardoso.

Cinco minutos volvidos, e de novo Zanini a comprometer ao fazer uma falta desnecessária dentro da sua grande área e, desta vez, o GRAP não desperdiçou, com Diogo a inaugurar o marcador.

Em desvantagem, os comandados de Ricardo Belli não desarmaram, mas pela frente foram encontrando uma bem organizada defesa do GRAP. Até que, aos 43′, a bola chegou a Fortes no interior da área, com o avançado a restabelecer a igualdade.

A segunda parte começou com um SL Marinha mais pressionante, com André Lemos a aproveitar uma defesa incompleta de André para fazer o 2-1. O GRAP sentiu em demasia o golo, e a partir daqui nunca mais se encontrou, pelo que não foi de estranhar o avolumar do resultado.

O 3-1 surgiu por um remate colocado de André Lemos após passe de Gaio, e o 4-1 final foi fixado por Ferrari que, na cara de André, fez facilmente o golo.

Apesar de algumas alterações, o GRAP pouco fazia em termos ofensivos, com referência apenas para um bom remate de Vasco para defesa segura de Cardoso.

Vitória indiscutível do SL Marinha que, depois de um mau início de jogo e de uma primeira parte equilibrada, entrou mais forte na etapa complementar, fazendo a diferença. Uma palavra para a exibição de Gaio que ‘encheu’ o campo.

Quanto à arbitragem de Élio Simões, fez um bom trabalho num jogo com alguma dificuldade.

SL Marinha     4
Cardoso, Ferrari, Zanini (Mafra, 45′), João Afonso (Rui, 81′), Gustavo, Murilo (Emanuel, 68′), Diogo Lopes, André Lemos, Gaio, Miguel, Fortes (Lopez, 68′).
Não jogaram: João Henrique, H. Almeida, Eduardo.
Treinador: Ricardo Belli.

GRAP      1
André, Pedro (Jorge, 61′), Nuno (Edu, 61′), B. Leal, Edgar (J. Marques, 77′), Diogo, Taras (Alfredo, 77′), Nuno, Luís Carlos, Vieirinha, Fred (Vasco, 61′).
Não jogaram: Viriato.
Treinador: Pedro Correia.

Campo da Ordem, Marinha Grande
Árbitro: Élio Simões. Auxiliares: Hélio Baptista e Tiago Ribeiro.
Espectadores: 200. Ao intervalo: 1-1.
Golos: 0-1 Diogo (27, g.p.), 1-1 Fortes (43′), 2-1 André Lemos (64′), 3-1 André Lemos (73′), 4-1 Ferrari (79′).
Disciplina: Amarelo a Cardoso (23’).

Texto e foto: Pedro Almeida – Diário de Leiria