O Fátima venceu por 0-1 no terreno do Sertanense na estreia do treinador Silveira Ramos, reentrando na luta directa por um lugar na fase de subida.

Depois do triunfo alcançado no arquipélago dos Açores, a formação do Sertanense recebia no seu reduto a formação do Fátima, equipa que rubricou uma excelente exibição, criando diversas dificuldades ao Sertanense.

Se ao intervalo a igualdade a zero se aceitava, apesar da maior posse de bola do Fátima e da melhor oportunidade do primeiro tempo ter pertencido aos visitantes, já na segunda metade, o Fátima entrou mais forte e adiantou-se no marcador (61’): Jorge Neves rematou contra um defesa contrário, mas na recarga conseguiu concluir com êxito.

O Sertanense reagiu, foi para cima do adversário, mas sofreu uma contrariedade por expulsão de Martelo. Curiosamente, a jogar com menos uma unidade, o Sertanense passou pela melhor fase do encontro, ao criar três situações de perigo para chegar à igualdade, mas sempre sem sucesso. Com esta derrota, o Sertanense viu o Operário saltar para o primeiro lugar da classificação.

O juiz da partida teve uma dualidade de critérios gritante que prejudicou a formação do Sertanense. Nota negativa.|

Sertanense FC 0
Miguel, Kevin, Grinood, Mauro (Ruizinho, 82’), André Romão, Sérgio, Amâncio (Angola, 58’), Danielson, Rúben (Samir, 75’), Tito Junior, Martelo.
Treinador: Gonçalo Moleiro.

CD Fátima 1
Nuno Ribeiro, Nelson Sousa, André Sousa, Nuno Laranjeiro, Bruno Simão, Jorge Neves, Fábio Coça (João Martins, 75’), Zé Miguel (Hamza, 90+4’), Tiago Rosa, Caleb, Pedro Emanuel (Dzhamal, 87’).
Treinador: Silveira Ramos.

Estádio Dr. Marques dos Santos, na Sertã
Árbitro: Ricardo Lourenço (Portalegre).
Ao intervalo: 0-0.
Golos: 0-1 Jorge Neves (61’).
Disciplina: Amarelo a Kelvin (15’), Jorge Neves (17’), Rúben (48’), Bruno Simão (67’). Vermelho directo a Martelo (67’).