O GDR Boavista foi até ao terreno do líder Vidreiros arrancar um precioso triunfo por 0-1.

Começou melhor o conjunto visitante que podia ter chegado ao golo em duas ocasiões desperdiçadas por Miguel Silva. Do lado do Vidreiros, Jorge Pastilhas rematou ao lado.

Foi na sequência de um canto a favor dos Vidreiros que a Boavista chegou à vantagem, aproveitando todo o espaço deixado para sair em contra-ataque e chegar ao golo por Miguel Silva, assistido por Lukas.

Os homens da casa responderam de imediato e, em dois minutos, Rúben Ari desperdiçou duas oportunidades claras para empatar. Primeiro valeu a saída destemida de João Dias e depois o remate cruzado saiu a centímetros do poste.

Num livre directo de Lukas a Boavista quase aumentou a vantagem, mas Salgueiro estava atento e evitou o golo.

Até ao intervalo Jorge Pastilhas e Évora estiveram perto do empate, mas não foram felizes na finalização.

A segunda metade começou com a sensação de golo, quando Pedro Órfão bateu um livre directo, mas João Dias fez a defesa da tarde ao negar o golo que parecia certo.

Já com Lopez em campo, o Vidreiros desperdiçou a melhor ocasião de todo o jogo quando o avançado permitiu mais uma excelente defesa de João Dias.

Do outro lado, Simão, de cabeça, atirou perto do alvo, na sequência de um canto de Márcio Vitorino.

Nos últimos minutos, o conjunto de Picassinos fez tudo para chegar ao empate, mas o remate cruzado de Rúben Ari morreu nas mãos de João Dias. Depois, após uma falha incrível da defesa visitante, João Luís e Lopez tiveram nos pés a oportunidade de empatar, mas a falta de entendimento impediu que o fizessem.

Arbitragem algo polémica do trio chefiado por Bruno Nicolau, ainda assim positiva e sem influência no resultado.|

GD Vidreiros 0
Salgueiro; João Silva, Pedro Órfão, João Luís, Rúben Suordem (Gonçalo Ribeiro, 70’); Carlos Tiago (c), Arlindo, Évora (Lopez, 55’), Nelinho; Rúben Ari, Jorge Pastilhas. Não jogaram: Cardoso, Rosa, Ricardo Cardoso, Mafra, Gonçalo Dias.
Treinador: Flávio Azenha.

GDR Boavista 1
João Dias; Fred (João Oliveira, 46’), Tiago Oliveira, Ricardo Godinho, João Cardoso; Nhó, Márcio Vitorino, Luís Lopes (c); Miguel Silva (Francisco Reis, 83’), Simão, Lukas (Nélson Carvalho, 86’). Não jogaram: Luís Gaspar, Paulo Ferreira, Tiago Rodrigues, Parreira.
Treinador: Paulo Santos.

Campo do Tojal, Picassinos
Árbitro: Bruno Nicolau. Assistentes: Rafael Jorge e Rafael Bento.
Espectadores: 100. Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Miguel Silva (21’).
Disciplina: Amarelo a Pedro Órfão (58’), Ricardo Godinho (63’), João Silva (72’), João Cardoso (87’), Nhó (90’), Nélson Carvalho (90+4’). Vermelho a Paulo Ferreira (90+1’) (no banco de suplentes).

Texto e foto: Tiago Santos – Diário de Leiria