Na tarde de domingo, o GDR Boavista foi derrotado pelo CCR Alqueidão da Serra por 0-1, numa partida marcada pelo equilíbrio e apenas resolvida através de uma bola parada.

Os visitantes entraram a todo o gás e nos primeiros segundos fizeram o primeiro remate à baliza, quando João Caetano atirou, sem preparação, de fora da área, mas o guardião da casa estava atento.

Os axadrezados equilibraram e podiam ter feito o golo inaugural numa jogada individual e remate, sobre a direita, de Pedro Costa, desviado para canto por Farruba.

Sensivelmente a meio do primeiro tempo, Gonçalo Santos podiam ter colocado os forasteiros na frente do marcador, mas os dois remates do experiente médio não encontraram a baliza de João Dias.

Na resposta, por duas vezes o conjunto da casa podia ter marcado, mas, por centímetros, Francisco Reis não chegou ao cruzamento de Simão e o remate forte de Miguel Silva saiu à malha lateral.

Na etapa complementar, voltou a entrar melhor o Alqueidão, podendo abrir o activo com um remate cruzado de João Caetano, defendido por João Dias e, na recarga, Nuno Colaço cabeceou sobre a barra.

Do lado da Boavista, um dos homens mais inconformados era Simão que, com duas jogadas individuais, quase ajudou a alterar o marcador. Primeiro desviou a bola de Pedro Boal, mas José Domingues evitou o golo e depois assistiu Pedro Costa que atirou forte para a defesa da tarde do guardião forasteiro.

Como quem não marca sofre, num livre lateral de Nuno Colaço, Telmo Vazão correspondeu de cabeça e fez o único golo da partida.

Os comandados de Paulo Santos sentiram o golo sofrido e, na jogada seguinte, podiam ter sofrido o segundo, numa jogada de insistência finalizada com um remate forte de Fitas, mas João Dias revelou-se atento.

Até ao fim o GDR Boavista jogou mais com o coração, mas mesmo assim desperdiçou duas ocasiões claras de golo. Primeiro Miguel Silva, apenas com Pedro Boal pela frente, praticamente, entregou a bola ao guardião visitante e, logo a seguir, o avançado serviu Luís Lopes que, dentro da pequena área, atirou ao lado, quando tinha tempo e espaço para fazer melhor.

Boa arbitragem de Cláudio Monteiro.|

GDR Boavista 0
João Dias; Tiago Rodrigues, Tiago Oliveira, Ricardo Godinho, Márcio Vitorino (Paulo Gameiro, 82’); Nhó, Luís Lopes, Pedro Costa; Miguel Silva, Simão, Paulo Ferreira (c) (Francisco Reis, 25’). Não jogaram: Luís Gaspar, Gonçalo Santos, Nelson Carvalho, João Oliveira.
Treinador: Paulo Santos.

CCR Alqueidão da Serra 1
Pedro Boal; Crouch, Nuno Miguel, Farruba, José Domingues; Gonçalo Santos, Telmo Vazão, João Caetano; Fitas (André Silva, 84’), Nuno Colaço, Fula (Rúben Nobre, 59’). Não jogaram: Ricardo Vieira, Pauleta, André Pereira, João Videira, David Cruz.
Treinador: José Fat.

Campo do GDR Boavista, na Boa Vista
Árbitro: Cláudio Monteiro. Assistentes: Tiago Rodrigues e Celso Mateus.
Espectadores: 120. Ao intervalo: 0-0.
Golos: 0-1 Telmo Vazão (72’).
Disciplina: Amarelo a Pedro Costa (48’), Fitas (60’), Nhó (60’), Luís Lopes (60’), Nuno Colaço (84’).

Texto e foto: Tiago Santos – Diário de Leiria