Ricardo Moura, que em 2015/16 orientou o Caldas, vai trabalhar na formação do 1.º de Agosto, histórico clube de Angola. O técnico 46 anos abraça assim a primeira experiência além fronteiras, ele que, entre outros, chegou a estar ao leme do Fátima e da União de Leiria.