Na passada tarde de domingo, os dois primeiros classificados estiveram em campo, com o Marinhense a superiorizar-se por 0-2, mantém-se invencível no campeonato.
Até começou melhor a equipa da casa, que esteve perto de marcar cedo após passe de Rafa Abreu em que Abdel surgiu em boa posição, mas o avançado atirou perto do poste contrário, numa das melhores oportunidades do Pombal durante toda a partida.
O Marinhense rapidamente ocupou os espaços, sempre com passes entre linhas que rasgavam a defesa contrária, e foi assim que chegou ao golo: cruzamento de Faustino para João Paulo, com Miguel Cá a aliviar de forma incompleta e Zé Pedro, com um grande remate colocado, a atirar para o fundo das redes, sem hipótese para Rodolfo.
Após um período equilibrado do jogo, muito concentrado no meio-campo, foi o Marinhense que chegou novamente ao golo, também por Zé Pedro, após um remate de fora da área do extremo, para defesa incompleta de Rodolfo. Com a bola ao seu dispor, à entrada da pequena área, Zé Pedro só teve de encostar para o 2-0, perto do intervalo.
Na segunda parte, o SC Pombal entrou mais determinado para tentar virar o rumo do jogo, mas foi o Marinhense que podia ter aumentado a vantagem por João Paulo, ao rematar forte para uma defesa de Rodolfo. Na sequência do canto, Pedro Rodrigues cabeceou por cima.
Pouco depois, ainda se gritou golo no Estádio Municipal de Pombal pelos adeptos da casa, mas foi prontamente anulado pela equipa de arbitragem, que correctamente viu Gilles em posição irregular.
Adivinhava-se um período mais ‘quente’ do jogo, e Luís Oliveira esteve perto de aumentar a vantagem para o Marinhense após um livre de Pedro Faustino para o ‘coração’ da área em que Luís Oliveira, de cabeça, atirou para defesa segura de Rodolfo. Na jogada seguinte, esteve perto o Pombal de marcar, por Abdel, que atirou de primeira para uma grande defesa de João Guerra.
Até final, o Marinhense controlou a posse de bola, não permitindo ao Pombal mais oportunidades, num jogo que terminou com o um 0-2, favorável aos homens da Marinha Grande, que foram quem mais quis vencer o jogo e mais produziram para ter o desfecho certo.
Boa arbitragem de Ricardo Correia que controlou e conduziu bem a partida.|

SC Pombal 0
Rodolfo, Paulito, Miguel Cá, Vincent, Aírton, Rafa Abreu, Abdel, Gilles, Rabi, Jair, Guilherme (Dedé, 87’).
Não jogaram: Luís, Tião, Leo, António, Cardoso, Figo.
Treinador: Fernando Mateus.

AC Marinhense 2
João Guerra, Fred Machado (John Abraham, 70’), Luís Oliveira, Tozé, Pedro Rodrigues, Bernardo Lopes, André Sousa, Pedro Faustino (Rúben Coelho, 75’), Rúben Martins, Zé Pedro, João Paulo (c) (Marcos Santos, 88’).
Não jogaram: Hugo Pinheiro.
Treinador: Marco Aurélio.

Estádio Municipal de Pombal
Árbitro: Ricardo Carreira. Assistentes: Henrique Ramos e Fábio Santos.
Ao intervalo: 0-2. Espectadores: 210.
Golos: 0-1 Zé Pedro (15’), 0-2 Zé Pedro (44’).
Disciplina: Amarelo a João Paulo (71’), Guilherme (75’), João Guerra (90+1’).

Texto e foto: André Lucas – Diário de Leiria