Foi um GRAP de serviços mínimos aquele que venceu ontem à tarde o Mirense por 3-0, num jogo de sentido único em que a formação dos Pousos nem precisou de acelerar para garantir o triunfo.
O jogo começou praticamente com o golo do GRAP. O lance começou com um cruzamento para a área de Dany Marques com Cédric, solto de marcação, a cabecear para defesa por instinto de Nuno. Contudo, a bola sobrou para Fábio Pedro que, na quina da área, atirou cruzado para um golo de belo efeito.
A jogo seguiu então numa toada morna e mal jogada de parte a parte, com o Mirense a mostrar total incapacidade de criar situações de perigo, perante um GRAP dono e senhor do jogo, mesmo sem imprimir grande velocidade ao seu futebol.
Assim, o 2-0 surgiu com naturalidade quando Caio Prado recebeu a bola à entrada da área e com um remate forte e colocado aumentou a vantagem para os homens da casa, levando o GRAP até ao intervalo com uma vantagem confortável.
Na segunda parte ambas as equipas continuaram a apresentar um futebol pobre, com o GRAP, ainda assim, a jogar o suficiente para ter total supremacia no jogo perante um adversário demasiado frágil.
A meio do segundo tempo o GRAP ficou perto do golo quando Caio Prado bateu um livre directo em que a bola bateu em cheio na barra da baliza serrana.
Já perto do final o GRAP chegou mesmo ao 3-0 após excelente jogada individual de Cédric que depois de tirar um adversário do caminho, fez um passe primoroso para Danny Marques ficar isolado, com o avançado a desviar a bola de Nuno com toda a tranquilidade para o fundo das redes.
O melhor que o Mirense conseguiu fazer ao longo dos 90 minutos foi um remate de Canela que Mocheco resolveu com os punhos.
Arbitragem tranquila de Eduardo Brites. Contudo, não se percebe a razão de ter começado a partida… dois minutos antes da hora.|

GRAP 3
Mocheco, Lagoa (Rodrigo, 71′), Mbala, Lomba, Fábio Martins, Migas, Fábio Pedro (Pedro Santos, 84′), Caio Prado, Benny (Mantorras, 77′), Dany Marques, Cédric. Não jogaram: Renato, Bernardo.
Treinador: Carlos Ribeiro.

UR Mirense 0
Nuno, Fonseca (João Matias, 51′), Diogo (c), Ezequiel, Samuel (Marinho, 74′), Renan, Vladislav, Igor, Kiko, Canela, Niné (Leandro, 67′).
Não jogaram: João Oliveira, Gonçalo, Fojo.
Treinador: Cabé.

Campo da Charneca, nos Pousos
Árbitro: Eduardo Brites. Assistentes: Bruno Lourenço e Emanuel Cardoso.
Espectadores: 70. Ao intervalo: 2-0.
Golos: 1-0 Fábio Pedro (6′), 2-0 Caio Prado (30′), 3-0 Danny Marques (82′).
Disciplina: Amarelo a Samuel (70′) e Fábio Pedro (84′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria