O Caldas somou o décimo jogo consecutivo sempre a somar pontos. Na tarde de domingo, num belíssimo espectáculo de futebol, o Caldas acabou por ser mais feliz com Ednilson a ser decisivo ao saltar do banco para dar a vitória à turma de José Vala.
Os primeiros 30 minutos foram jogados de forma pausada e com grandes cautelas de parte a parte, com as equipas a optarem pela posse de bola em zonas seguras e com pouco risco.
Perto do intervalo, o Alverca ameaçou o golo por duas vezes e de bola parada. No primeiro lance, Juvenal tirou o pão da boca a Tom na sequência de um canto. De seguida, também num canto, André Duarte atirou à barra da baliza caldense.
Na segunda parte, o Alverca surgiu a todo o gás, criando por diversas vezes o pânico na área contrária, valendo Cascão por duas vezes a tirar o perigo.
Aos poucos, o Caldas conseguiu serenar e segurar o ímpeto do adversário, ficando perto de marcar quando André Santos, de livre, acertou na barra. Pouco depois, Luís Farinha e Rafael Silveira tiveram oportunidade de colocar o Caldas em vantagem, mas falharam na pontaria.
Depois das ameaças o golo chegou mesmo, com o recém-entrado Ednilson, na primeira vez que tocou na bola, a fazer o golo ao emendar para o fundo das redes uma iniciativa de Luís Farinha.|

Caldas SC 1
Luís Paulo, Juvenal (Flávio Passos, 84’), Militão, Pedro Gaio, Cascão, Paulo Inácio, André Simões, André Santos, Leandro, Bernardo (Luís Farinha, int.), Rafael Silveira (Ednilson, 70’).
Não jogaram: Guilherme Querido, Nuno Januário, Passuco, Marcelo.
Treinador: José Vala.

FC Alverca 0
Miguel Lázaro, Lucas Soares, Bruno Miguel, André Duarte, André Dias, Rafa Castanheira, Ibraima So (Rui Reis, 79’), José Semedo, Alex Apolinário (Valdo Alhinho, 69’), Tom (João Gonçalo, 59’), Manuel Liz.
Não jogaram: André Marques, Fábio Freire, Hiago, Breno.
Treinador: Tó-Pê.

Campo a Mata, Caldas da Rainha
Árbitro: Pedro Viveiros (AF Madeira). Assistentes: Emídio Félix e Norberto Calaça.
Ao intervalo: 0-0.
Golos: 1-0 Ednilson (71’).
Disciplina: Amarelo a Tom (41’), Lucas Soares (57’), André Duarte (66’), Rafael Silveira (68’), José Semedo (86’).

Foto: Joel Ribeiro