Num jogo equilibrado e debaixo de uma temperatura de autêntico Verão, o SL Marinha recebeu e venceu o GD Peniche por 3-2, continuando assim na vice-liderança da competição.
O jogo começou num ritmo morno, com as duas equipas a procurarem não se expor em demasia. Apesar do equilíbrio, o SL Marinha tinha mais bola, e logo aos 6′, surgiu o primeiro lance de algum perigo. Livre de Pancadas na lateral, com a bola a passar perigosamente à frente da baliza do GD Peniche, mas a não aparecer ninguém para o desvio final.
Pouco depois novo lance do ataque do SL Marinha, com Pancadas a desmarcar bem Nico, mas este, em posição privilegiada, a não conseguir fazer a recepção da melhor forma.
Apesar de ter menos bola, o GD Peniche quando atacava fazia-o sempre de uma forma bastante objectiva e, aos 29′, depois de uma jogada de insistência, valeu ao SL Marinha a atenção de Tiago Santos que, oportuno, saiu da baliza e resolveu o que se adivinhava um lance de algum perigo.
O jogo seguia nesta toada equilibrada, até que aos 34′, após um atraso para Rafael, os atacantes do SL Marinha acreditam no lance, pressionaram o guarda-redes e a bola acabou por sobrar para Pancadas que, de uma forma fácil, inaugurou o marcador.
Em desvantagem, o GD Peniche respondeu de pronto e, pouco depois, aos 39′, após uma jogada de transição rápida, a defesa do SL Marinha não conseguiu limpar o lance, com a bola a chegar a Filipe que, oportuno, restabeleceu o empate com que se chegaria ao intervalo.
A etapa complementar começou novamente com o SL Marinha a procurar tomar as rédeas do jogo e, logo aos 52′, Brazão isolou-se frente a Rafael, mas o guardião do GD Peniche, corajoso, resolveu o lance. Ficava o aviso e pouco depois, aos 58′, o SL Marinha chegou mesmo à vantagem. Cruzamento de Pancadas na direita, com a bola a chegar a Leandro Pereira que, no interior da área, fez o 2-1.
Novamente em desvantagem, o GD Peniche procurou responder, mas com o jogo mais ‘partido’, era a equipa da casa quem continuava mais perigosa e, aos 71′, num lance que o SL Marinha estava em clara vantagem numérica, o ataque do SL Marinha deslumbrou-se, e acabou por perder um lance que poderia ser muito perigoso.
Ainda assim, aos 85′, o SL Marinha ampliou mesmo a vantagem. Alexandre cruzou na direita em esforço, com Brazão a aproveitar para fazer o 3-1.
Pensava-se que o resultado estava feito, mas foi puro engano. Aos 88′, e novamente por Filipe (um dos melhores do GD Peniche), a equipa visitante chegou ao golo (3-2), relançando o jogo para os minutos finais.
Ainda assim, com o relógio a seu favor, a equipa da casa conseguiu gerir os minutos finais e garantiu mais três importantes pontos, num jogo em que mereceu a vitória, mas o GD Peniche foi um digno vencido e nunca se deu por derrotado.
Arbitragem tranquila do trio comandado por Cláudio Monteiro, num jogo em que nenhum dos intervenientes complicou.|

SL Marinha 3
Tiago Santos, Ricky (João Rocha, 60′), João Rolo (c), Ezequiel, Rafa Santos (Alexandre, 60′), João Oliveira, Paulinho (João Magalhães, int.), Brazão, Pancadas, Nico (Leandro Pereira, int.), Bruno Gomes (Diogo Freitas, 79′).
Não jogaram: Sandro Ferreira.
Treinador: Héber Barros.

GD Peniche 2
Nuno Dias (c) (Rafael, 25′), João André, João Ferreira, Bruno Balau, Octávio Miguel, Miguel Migalhas, Carlos Costa, João Costa (Maciel, 75′), Ricardo Fernandes, Filipe, Tiago Oliveira (João Carlos, 68′).
Não jogaram: Tiago Viola.
Treinador: Nuno Alves.

Campo da Ordem, na Marinha Grande
Árbitro: Cláudio Monteiro. Assistentes: Tiago Rodrigues e Marcos Cabral.
Espectadores: 80. Ao intervalo: 1-1.
Golos: 1-0 Pancadas (34′), 1-1 Filipe (39′), 2-1 Leandro Pereira (58′), 3-1 Brazão (85′), 3-2 Filipe (88′).
Disciplina: Nada a registar.

Texto e foto: Pedro Almeida – Diário de Leiria