A manhã de domingo foi recheada de emoções, no encontro que opôs a UD Leiria e CD Fátima num duelo que teve de tudo um pouco: muitos golos, expulsões, lances polémicos e incerteza no resultado até ao apito final.
Os donos da casa vinham de cinco derrotas consecutivas e queriam voltar aos triunfos diante dos seus simpatizantes e cedo consegui os seus intentos ao chegar ao golo logo nos minutos iniciais, numa grande abertura de Nuno Diniz para Norte (o homem do jogo), que com um remate em arco cheio de intenção fez um grande golo. Estavam abertas as hostilidades para uma bela manhã de futebol.
Quando o equilíbrio predominava, o árbitro quis aparecer ao marcar uma grande penalidade bastante duvidosa a favor dos visitantes. Mas na conversão do castigo máximo, João Costa, com uma grande estirada, defendeu o tiro de Diogo Gonçalves.
Eficazes foram os anfitriões, com os mesmos protagonistas. Nuno Diniz (bela exibição) a trabalhar bem na esquerda, cruzando posteriormente para a área, onde surgiu Norte que, com um remate de primeira, ampliou para o 2-0.
O Fátima não esmoreceu, mas ao minuto 37 sofreu um revés ao ficar reduzido a 10 elementos por expulsão, um pouco exagerada, de André Moreira.
Mesmo com menos um homem, os forasteiros estavam por cima do desafio, mas João Costa voltou a mostrar-se a grande altura, ao negar superiormente por duas vezes consecutivas o golo à formação grená.
Mas os visitantes reduziram pouco antes do descanso, através de um grande penalidade por mão na bola. Da marca das 11 metros, Lucas Marques não perdoou e fez o 2-1.
Nesta fase, o Fátima estava por cima, mas num rápido contra-ataque os visitados chegaram ao golo, num falha incrível de Rodrigo Neves, com Afonso Silva a fazer o gosto ao pé, levando o 3-1 para o intervalo.
No segundo tempo, a desvantagem numérica dos visitantes não se fazia sentir e, na sequência de um livre indirecto, o esférico embateu na barra e Gui Lopes, oportuno, emendou para o 3-2.
Mas, mais uma vez a UD Leiria foi lesta na resposta e dois minutos volvidos, Rúben Alexandre ampliou para 4-2 numa jogada conduzida por Norte, com Nuno Diniz a rematar contra Rodrigo Neves e o jovem leiriense, na recarga, a fazer o tento.
Com uma atitude a todos os níveis louvável, o Fátima correu sempre atrás do prejuízo e Guilherme Nunes, com um remate de bela execução voltou a reduzir o marcador (4-3).
Num final de jogo frenético, João Francisco fez um grande passe de rotura para Norte, que contornou o guardião contrário e atirou para a baliza deserta, completando o seu ‘hat-trick’ (5-3).
Pensava-se que o marcador não mais sofreria alterações, mas foi puro engano. Já em período de compensação, Alex Silva aproveitou um livre lateral para ao segundo poste finalizar com êxito para o 5-4 final.|

UD Leiria 5
João Costa (Rúben Cabral, int.), Artur Silva, Gabriel Martins, Manuel Deus, Rafa Marcelino, Gonçalo Girão (Pedro Rafael, int.) (Tiago Leonardo, 60’), Gon-çalo Marques, Nuno Diniz (Rodrigo Pedrosa, 71’), Rúben Alexandre, Guilher- me Norte e Afonso Silva (João Francisco, int.).
Não jogaram: Rodrigo Silva e Pedro Santos.
Treinador: Diogo d´Aprile.

CD Fátima 4
Rodrigo Neves, Tomás Silva, David Pedrogam, Guilherme Santos, André Moreira (Daniel Chambel, 89’), Alex Silva, António Stoffel (Gui Silva, 55’), Francisco Pereira, Lucas Marques (Luís Pedro, int.), Bruno Silva (Guilherme Nunes, 77’) e Diogo Gonçalves (Miguel Fernando, 89’).
Não jogaram: António Henriques e Artur Oliveira.
Treinador: Renato Sousa.

Campo da Mata, Santa Eufémia
Árbitro: Rodrigo Baixinho (AF Lisboa). Assistentes: Filipe Marques e Leonel Sousa.
Ao intervalo: 3-1. Espectadores: 105.
Golos: 1-0 Norte (5’), 2-0 Norte (29’), 2-1 Lucas Marques (44’, p.), 3-1 Afonso Silva (45+2’), 3-2 Gui Silva (61’), 4-2 Rúben Alexandre (63’), 4-3 Guilherme Nunes (78’), 5-3 Norte (89’), 5-4 Alex Silva (90+2’).
Disciplina: Amarelo a Francisco Pereira (27’), Afonso silva (34’), Guilherme Norte (36’), Gui Silva (84’), Rafa Marcelino (90+1’), Rúben Alexandre (90+5’). Vermelho directo a André Moreira (37’), António Stofell e Alexandre Silva (no final do jogo).

Texto e foto: Fábio Osório – Diário de Leiria