O GRAP cimentou a liderança na Divisão de Honra ao vencer de forma natural a UD Batalha por 4-1, num jogo praticamente de sentido único e cujos números finais até pecam por escassos.
O jogo começou com o GRAP a ameaçar o golo, mas com o passar do tempo a Batalha foi conseguindo esticar o seu jogo, mostrando também ter alguns argumentos ofensivos.
Apesar de tudo, o GRAP continuava a ser a equipa que continuava a somar situações de perigo, mas tanto Gonçalo Vicente como Tomás Gomes falharam o que parecia ser o mais fácil.
Depois de tantas ameaças o golo chegou mesmo na sequência de um canto batido por Bernardo Gomes com o capitão Duarte Lopes a surgir solto de marcação ao segundo poste a encostar de cabeça para o 1-0.
Pouco depois, aproveitando o desacerto defensivo dos visitantes, Tomás Gameiro dilatou para 2-0.
Já perto do intervalo nova ameaça canarinha com David Susavila a rematar de longe com a bola a embater na barra, naquele que seria um grande golo.
Na segunda parte o jogo foi de sentido único, com o GRAP a somar inúmeras oportunidades para aumentar a vantagem, mas pecou na finalização. Numa delas, o golo surgiu mesmo após uma jogada de insistência de Gonçalo Vicente que, já com pouco ângulo, fez o 3-0. Pouco depois, foi Tomás Gameiro quem bisou e sentenciou a partida.
Já perto do final, a Batalha marcou o golo de honra, com Iuri Moreno a minimizar os estragos.
Arbitragem sem reparos de Rafael Marques. |

GRAP 4
Miguel Pereira, Eduardo Ribeiro (Duarte Fernandes, 63′), André Sousa, José Hingá, Tiago Simões (Diogo Mota, 63′), Duarte Lopes (c), David Susavila, Bernardo Gomes (Emanuel Fernandes, 59′), Tomás Gomes, Gonçalo Vicente, Tomás Gameiro (Lucas Gonçalves, 59′).
Não jogaram: Pedro Mota, João Bernardino, João Ferreira.
Treinador: Ricardo Ferreira.

UD Batalha 1
Miguel Gomes, Eduardo Rosa, Simão Rodrigues, Xavier Prior, Tomás Santo, Francisco Fiteiro (c), Francisco Santos, Bruno Costa (Rafael Nunes, 41′), Afonso Gomes, Miguel Monteiro, David Antunes.
Não jogaram: Hugo Rebelo, André Rebelo, Francisco Montes, Iuri Moreno, Pedro Rebelo, Duarte Madeira.
Treinador: Renato Sereno.

Campo da Charneca, Pousos
Árbitro: Rafael Marques.
Assistentes: Pedro Pereira e Leonardo Matias.
Ao intervalo: 2-0. Espectadores: 100.
Golos: 1-0 Duarte Lopes (24′), 2-0 Tomás Gameiro (27′), 3-0 Gonçalo Vicente (50′), 4-0 Tomás Gameiro (52′), 4-1 Iuri Moreno (62′).
Disciplina: Amarelo a Eduardo Rosa (70+2′).

Texto e foto: José Roque – Diário de Leiria