Tentando esclarecer e colocar fim à polémica que envolveu o clube e os jogadores colombianos do clube, o Atlético Clube Marinhense emitiu um comunicado onde explica a situação dos mesmos:
.
” Vimos por este meio após publicamente ter sido colocado em causa o bom nome da instituição Atlético Clube Marinhense e dos seus representantes, quer através de uma peça jornalista desprovida de verdade, assente em pressupostos falsos, caluniosos e que tinham como único objetivo forçar esta direção a tomar medidas que entendíamos no momento não irem ao encontro da defesa dos altos interesses da instituição, Atlético Clube Marinhense.
Após comunicados, opiniões e pressões quer do Sindicato de Jogadores de Futebol, quer de advogados dos mais diversos quadrantes, informamos todos os sócios e simpatizantes do nosso clube, que foi possível encontrar uma plataforma de entendimento que resultou no regresso dos atletas Jair Mosquera e Jean Sinisterra ao nosso plantel bem como na saída do atleta David Rojo a quem desejamos os melhores êxitos desportivos.
A direção do AC Marinhense sempre manifestou interesse em encontrar uma plataforma de entendimento, desde que, os interesses do clube fossem salvaguardados.
Concluí-se agora um processo, em que sempre agimos de boa fé e nunca nos deixámos condicionar por chantagens, pressões ou ameaças de qualquer espécie, seja de que pessoa ou instituição fosse.
O nosso clube e esta direção, pugnará sempre por tratar de forma digna todos quantos defendem o nosso emblema, pois esses são os valores basilares que defendemos”.