Na tarde do passado domingo, o dérbi do concelho de Porto de Mós terminou com um empate (1-1), numa partida repleta de emoção e de muitos ‘casos’.
O jogo começou de forma equilibrada e com muitas disputas a meio-campo, mas a partir do quarto de hora, a equipa visitante tomou conta da partida e dispôs de vários lances para marcar. Assim, na sequência de um canto, Rica aproveitou uma bola de ressaca para atirar forte à baliza, mas Miguel Santos aplicou uma defesa de recurso, evitando o pior para a sua equipa.
Pouco tempo depois, e em apenas dois minutos, o Portomosense voltou a ser perdulário. Primeiro Afonso Feteira, apenas com Miguel Santos pela frente e com tempo e espaço para fazer o golo, entregou a bola ao guarda-redes da casa. Depois, Pedro Emanuel, também na cara do jovem guardião serrano, atirou forte contra Miguel Santos.
Como quem não marca sofre, o Alqueidão da Serra aproveitou da melhor forma a única oportunidade que teve na primeira parte através de um contra-ataque perfeito em que Rúben Araújo ficou isolado e, na cara de Aydhan, não perdoou (1-0).
A etapa complementar começou como a primeira: muita disputa a meio-campo, muita garra, muita raça e muitas faltas. Só na última meia hora é que o Portomosense teve maior ascendente sobre o Alqueidão da Serra e foi nessa fase que surgiu o golo do empate, através de uma jogada colectiva, iniciada sobre a direita, passando no corredor central e finalizada sobre a esquerda por Silvério com um remate forte e cruzado.
A cinco minutos do final e já com a equipa visitante totalmente balanceada no ataque, os homens da casa quase fizeram o golo da vitória, em mais lance de contra-ataque. Vasco Gonçalves isolado, desviou a bola de Aydhan, mas quando o avançado se preparava para festejar, apareceu Zé Victor a evitar o golo.
Numa partida em que o coração falou quase sempre mais alto do que a cabeça e com muita emoção à mistura, nem sempre o futebol praticado foi o melhor, ainda assim, aceita-se o empate pelo que mostraram os dois conjuntos, numa partida em que o trio chefiado por Bruno Santos teve uma actuação negativa, pois prejudicou o jogo e a actuação das duas equipas.|

CCR Alqueidão Serra 1
Miguel Santos; Pauleta, Tiago Cerejo, Francisco José, Guilherme Graça; Hugo Meca, João Matos (Fábio Luzio, 90+2’), Leandro (c) (Colaço, 78’); Dady, Vasco Gonçalves (Conca, 85’), Rúben Araújo.
Não jogaram: André Tavares.
Treinador: Filipe Faria.

AD Portomosense 1
Aydhan; Igor Cambraia, Trindade, Zé Victor, Silvério; Elton Cruz (c), Hugo Romana (Lico, 60’), Rica; Rúben Coelho (Kiko, 90+2’), Afonso Feteira, Pedro Emanuel.
Não jogaram: Diogo Soares, Ilyas Alilou, Filipe Santiago, Rodrigo Rivas.
Treinador: Pedro Solá.

Campo do CCR Alqueidão da Serra
Árbitro: Bruno Santos. Assistentes: Ricardo Nobre e Martim Carvalho.
Ao intervalo: 1-0. Espectadores: 350.
Golos: 1-0 Rúben Araújo (31’), 1-1 Silvério (72’).
Disciplina: Amarelo a Leandro (45’), Dady (64’), Silvério (68’), Elton Cruz (69’), Hugo Meca (88’), Rúben Araújo (90+6’).

Texto: Pedro Sousa – Diário de Leiria
Foto: Patrícia Rodrigues