O Alqueidão da Serra regressou às vitórias na Bajouca depois de vencer o GAU por 1-3, num jogo em que os serranos foram quase sempre melhores.

O jogo começou com um ritmo agradável de se seguir. O GAU atacava muito pelo seu corredor esquerdo através do irrequieto Kevin Alberto, colocando regularmente a bola na área através de cruzamentos prontamente defendidos pelo Alqueidão da Serra. A equipa serrana procurava ter a bola e quando possível explorar também situações de ataque rápido e foi desta forma que Rúben Araújo cruzou rasteiro para Vasco que só teria de encostar, mas Joel Pedrosa adivinhou as intenções da dupla de avançados e interceptou bem o lance.

O Alqueidão foi estabilizando o seu jogo com maior controlo da posse de bola e chegou ao golo quando Rúben Araújo cruzou largo para Vasco Gonçalves inaugurar o marcador.

A resposta do GAU surgiu pouco depois após um cruzamento de Joel Domingues em que Rodrigo Santos surgiu dentro da área a cabecear para uma defesa vistosa de Miguel Santos. O GAU procurava o empate, mas, em contra-ataque, o Alqueidão da Serra poderia ter ampliado num lance em que Rúben Araújo, após uma excelente recepção, ficou isolado perante Pedrosa, mas o guardião da casa superiorizou-se.

No início da segunda parte, Vasco Gonçalves dispôs de uma boa oportunidade para ampliar o marcador, mas Joel Pedrosa, com uma boa intervenção, reduziu o ângulo de remate do avançado e colocou-se no caminho da bola. Pouco depois, o mesmo jogador voltou a a criar perigo, mas o remate saiu à malha lateral. Como quem não marca sofre, o GAU respondeu com eficácia num lance de ataque rápido em que Kevin assistiu Fábio Souza que só teve de encostar para o 1-1.

O jogo estava interessante de se seguir com ambas as equipas a procurarem o golo da vantagem, mas ao minuto 62 Vasco Gonçalves voltou a desperdiçar boa oportunidade após fintar Joel Pedrosa e a rematar à malha lateral.

Nesta fase, o Alqueidão começou a ter mais bola e o GAU explorava os contra-ataques que eram prontamente resolvidos pela defesa serrana ou pelo guarda-redes Miguel Santos que foi controlando bem a profundidade. Contudo, a 15 minutos do fim, após um passe falhado em zona proibida por parte da equipa do Alqueidão, o GAU poderia ter chegado ao golo numa situação em que Fábio Souza, isolado perante Miguel Santos, rematou ao lado.

O Alqueidão respondeu com o segundo golo através de um lance de bola parada em que Tiago Cerejo cabeceou para o centro da área, Joel Pedrosa defendeu o primeiro remate de Rúben Araújo mas foi incapaz de defender a recarga de Vasco Gonçalves.

No minuto seguinte, Jani Mota teve uma excelente oportunidade para restabelecer a igualdade, mas Miguel Santos fez uma excelente defesa mantendo o Alqueidão em vantagem. Na sequência do canto que se seguiu Fábio Souza ganhou uma segunda bola com espaço para rematar, mas a bola passou bem por cima da baliza.

O momento da tarde surgiu no período de compensação quando Rúben Araújo, lançado por Conca e a uns bons 30 metros da baliza, fez um chapéu de belo efeito a Joel Pedrosa, fazendo o 1-3 final, num momento em que o GAU já jogava com menos uma unidade por expulsão de Rodrigo.|

GAU Bajouca 1

Joel Pedrosa, Dilan Carreira, Gonçalo Oliveira, Nicolas Alberto, Xavi, Fábio Silvério, Rodrigo Santos (Mauro Olivei-ra, 82’), Jani Mota, Kevin Alberto (De-nis, 69’), Fábio Souza, Joel Domingues.

Treinador: Milton Branco.

CCR Alqueidão Serra            3

Miguel Santos, Fred, Tiago Cerejo, David Marques, Guilherme Graça, João Matos (Conca, 64’), Chiquinho (Hugo Meca, 70’), Leandro Gaspar, Vasco Gonçalves, Nuno Colaço (Dady, 64’), Rúben Araújo.

Treinador: Filipe Faria.

Campo das Pedras, Bajouca

Árbitro: Henrique Brites. Assistentes: Rafael Bento e Diogo Monteiro.

Ao intervalo: 0-1.

Golos: 0-1 Vasco Gonçalves (12’), 1-1 Fábio Souza (58’), 1-2 Vasco Gonçalves (81’), 1-3 Rúben Araújo (90+1’).

Disciplina: Amarelo a Joel Domingues e Vasco Gonçalves. Vermelho directo a Rodrigo Santos.

Texto: Carlos Pereira – Diário de Leiria
Foto: André Lucas