Na sequência da doação da seleção portuguesa de futebol para o fundo de apoio ao futebol sénior não profissional da FPF, a Federação Portuguesa de Futebol actualizou, esta terça-feira, os valores máximos destinados a cada equipa das competições visadas.

Segundo o comunicado, para as equipas do Campeonato de Portugal e da Liga BPI, o valor máximo de ajuda passa de 27 940 para 35 250 euros, enquanto Liga Placard e Nacional Feminino de Futsal sobem de 19 050 para 24 mil euros. Já os emblemas do segundo escalão de futebol feminino podem receber 8 mil euros, ao contrário dos iniciais 6 350, enquanto os da II Divisão de futsal alcançam 6 300 em vez de 5 mil. Além deste, existe também o aumento da parcela a fundo perdido deste empréstimo sem juros durante quatro anos. Os clubes têm de ser cumpridores nas quatro épocas e manter todas as equipas em atividade, sendo que precisam de pagar 10 por cento do valor na primeira temporada, 25 na segunda e 32 na terceira. Já os 33 por cento da quarta temporada são a fundo perdido caso se prove aquilo que já foi referido, mais oito por cento do que tinha sido indicado na primeira decisão.

zerozero.pt