Ex-dirigente do Vitória de Guimarães é o rosto de um grupo de investidores que está disposto a apostar na UD Leiria, através de um projecto que considera “ambicioso”

José Roque – Diário de Leiria

A UD Leiria SAD está a poucos dias de conhecer novos donos e o projecto que está em cima da mesa é bastante ambicioso. Quem o garante é Armando Marques, ex-dirigente e administrador do Vitória SC (Guimarães), que será agora o rosto dos investidores que estão dispostos a colocar a UD Leiria de novo na ribalta.
“Temos um projecto para colocar a UD Leiria no lugar que merece. Um projecto ambicioso e de crescimento”, explicou Armando Marques ao Diário de Leiria, adiantando, contudo, que apesar de as negociações estarem a decorrer a bom ritmo, o ‘casamento’ ainda não está consumado: “Há algumas coisas que ainda têm que ser feitas por parte da UD Leiria SAD”.
Apesar de não se ter alongado em relação ao que está a atrasar o negócio, o Diário de Leiria sabe que a entrada dos novos investidores na SAD unionista está dependente da percepção real das contas de tesouraria da SAD já que Armando Marques não quer ser surpreendido com eventuais ‘buracos’ financeiros. Nesse sentido, os investidores querem estar munidos de toda a documentação financeira e de contabilidade para poder consumar o negócio de compra dos 60% da SAD detidos pela DS Investment LLP, empresa do grupo russo D-Sports, representada por Alexander Tolstikov. Os restantes 40% são detidos pelo clube.
“Desde Janeiro que demonstrei interesse em fazer um projecto no Campeonato de Portugal e a UD Leiria é o clube ideal para o fazer. Esperemos que haja fumo branco brevemente, e tenho esperança que o projecto vá em frente”, vincou o gestor.
Armando Marques recorda ainda que a “UD Leiria tem um potencial enorme”, mas tem que ter “um projecto credível” para voltar a ser o emblema a que habituou os leirienses e os portugueses.
Para isso acontecer, o empresário alerta que é preciso haver uma verdadeira união. “Só entramos no projecto se o clube e a SAD forem o mesmo, ou seja, se ambos falarem a mes­ma voz. O projecto engloba a cidade, a região e o clube”, explicou Armando Marques, acrescentando já ter reunido com a autarquia leiriense e com o presidente da UD Leiria, Nuno Cardoso, tendo recebido “apoio” de ambas as partes.
“Quem olha de fora vê que a UD Leiria tem andado sempre a duas velocidades, em que a SAD e o clube andam de costas voltadas. O clube tem noção que há um problema e quer fazer parte da solução”, frisou.
Por isso mesmo, Armando Marques assegura que apesar de ter em mãos um projecto ambicioso, “ter sucesso é uma coisa que custa muito”, pelo que é “preciso unir a UD Leiria”.
Se o negócio ficar concluído, o que já se deverá saber na próxima semana, o empresário garante que os investidores que irá representar estão dispostos a apostar forte na formação e em infra-estruturas desportivas.

|