A Direção da AF Leiria tendo por fim fazer face ao impacto da pandemia Covid-19 nas competições de futebol, seguiu as orientações da FPF face a aprovação por parte da FIFA e da IFAB de uma alteração excecional à “Lei 3 – Os Jogadores “.
Assim, de acordo com os C.O. n.ºs 442, 467 e 470 da FPF, a AF Leiria adotou com cariz excecional para a época 2020/2021 estas alterações à Lei 3, que permitem a possibilidade de serem efetuadas 5 substituições.

Esta regra transitória prevê o seguinte:
– É permitida a cada equipa efetuar 5 substituições;
– Cada equipa tem no máximo três oportunidades para fazer substituições durante o decurso do jogo (ou seja, no máximo podem fazer três interrupções durante o jogo para fazer substituições);
– Poderão ser feitas substituições ao intervalo, mas que não contam como paragens do jogo;
– Se ambas as equipa aproveitarem uma mesma paragem para fazer substituições, tal contará como uma oportunidade para cada uma das equipas;
– No caso de jogos com recurso a prolongamento (Taça Distrito e Supertaça/Seniores), as substituições não utilizadas no tempo regulamentar passarão para esse período;
– Se o Regulamento da Competição permitir uma substituição adicional no prolongamento, naturalmente que as equipas passam a ter mais essa substituição;
– Estas substituições poderão ocorrer antes do prolongamento ou durante a paragem entre cada uma das partes do prolongamento.
– Com a aplicação desta medida transitória e excecional, deixa de ser possível a substituição, em caso de lesão, do guarda-redes.
– No CD 1.ª Divisão de Juniores C / Iniciados, mantêm-se o sistema de substituições volantes em vigor.