O Caldas SC falhou o acesso à terceira eliminatória da Taça de Portugal, ao perder frente ao SC Covilhã, no Campo da Mata, por 5-4 nos penáltis, após uma igualdade a um golo.
A equipa da casa entrou melhor na partida, criando logo um lance de perigo, mas sem conseguir marcar.
A insistência do Caldas, do Campeonato de Portugal, manteve-se e, apesar de as duas equipas se equilibrarem na posse de bola, a turma da casa inaugurou o marcador, após remate de Ricardo Isabelinha (34’).
A equipa da Covilhã, da II Liga, voltou do intervalo com uma postura mais ofensiva, acabou por igualar o marcador aos 49’s, com um remate de Jean, que o guarda-redes Luis Paulo não conseguiu defender.
Com o Covilhã a evidenciar alguma supremacia na segunda parte, e o Caldas a tentar reagir, as duas equipas procuraram por diversas vezes chegar ao golo que poderia decidir quem seguia na competição.
Empadas a uma bola as equipas foram a prolongamento, no qual não houve alteração no resultado, com a eliminatória a ter de ser decidida nas grandes penalidades, onde o SC Covilhã foi mais feliz quando Bruno defendeu o remate de Marcos Santos.|

Caldas SC 1*
Luis Paulo, André Pérre, André Santos, João Rodrigues, Juvenal (Yordi, 117’), Leandro Borges, Luis Farinha, Mauro Eustáquio (Marcos Santos, 65’), Pedro Gaio, Ricardo Isabelinha (Nuno Januário, 105’) e Thomas Militão.
Não jogaram: Rui Oliveira, Marcelo Rosas, Rafael Roque, Vitor Rodrigues.
Treinador: José Vala.

SC Covilhã 1*
Bruno, David, André, Filipe, Jean, Jaime, Lamine, Leonardo Cá (Daffe, 46’), Inters Gui (João Cardoso, 88’), Deivison (Gleison, 46’) e Lewis Enoh (Rui Areia, 113’).
Não jogaram: Leonardo, Joel, Edwin.
Treinador: Nuno Capucho.

Campo da Mata, Caldas da Rainha
Árbitro: Gustavo Correia (AF Porto).
Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0, Ricardo Isabelinha (34’), 1-1, Jean (49’).
Disciplina: Amarelo para Filipe (6’), André Perre (48’), André Santos (52’), João Rodrigues (86’) Lewis Enoh (93’), Lamine (101’), João Cardoso (112’), Thomas Militão (113’), Nuno Januário (115’).
*Penaltis: 4-5.