A AD Portomosense deslocou-se ao terreno da AD Figueiró dos Vinhos para vencer por 1-3 em jogo a contar para a 3.ª jornada da Divisão de Honra. Uma vitória justa do conjunto comandado por Pedro Solá, que apenas peca por escassa, isto depois de ter apanhado um ‘susto’ inicial.
A equipa visitante até entrou bem no encontro, a ter bola mas foi o Figueiró quem chegou à vantagem, praticamente na primeira vez que foi à baliza de Mocheco. Um canto batido ao primeiro poste e uma falha de comunicação entre a defesa e o guarda-redes resultou no 1-0, protagonizado por Rafael Caetano.
O Portomosense respondeu de imediato ao golo sofrido com ataques perigosos mas só conseguiu igualar a partida através de um livre cobrado por Vieirinha e finalizado por Centeno.
Pouco depois, uma jogada a alta velocidade sobre o flanco esquerdo quase resultou na ‘cambalhota’ no marcador, já que o cruzamento de Pedro Domingues levava veneno. O guardião da casa não conseguiu segurar e Dany Marques aproveitou a bola perdida para atirar a contar, valendo André Pereira a cortar em cima da linha de golo.
O conjunto forasteiro entrou a todo o gás na etapa complementar e em menos de 10 minutos podia ter marcado por três vezes: Pedro Domingues atirou de fora da área, cruzado, fazendo a bola passar muito perto da baliza; logo a seguir, após insistência, o avançado surgiu na cara de Patrick mas atirou por cima; e, pouco depois, foi Dany Marques quem rematou forte e cruzado para defesa segura de Patrick.
A espaços, os homens de Luís Félix tentavam sair em contra-ataque e a meio do segundo tempo, Domingos Vandre, em jogada individual, conseguiu assustar ao atirar forte à malha lateral da baliza de Mocheco.
Mas quem causava verdadeiro perigo era o Portomosense, que acabaria por chegar à vantagem com alguma naturalidade, na sequência de um canto, num lance em que a bola sobrou para Dany Marques assistir para o bis de Centeno. Quatro minutos depois, Pedro Emanuel estreou-se a marcar no campeonato, respondendo com um toque de classe, após boa jogada e cruzamento da direita.
Os visitantes não tiravam o pé do acelerador e por muito pouco não voltaram a marcar num cabeceamento de Trindade em resposta a um canto de Alex Silvério.
Já em tempo de compensação, Pedro Domingues pressionou e ganhou um ressalto ao defesa contrário e ficou isolado, mas uma boa saída de Patrick evitou males maiores.
O trio de arbitragem chefiado por Telmo Rodrigues teve uma actuação positiva.|

AD Figueiró Vinhos 1
Patrick; Darsen, Vítor Nunes (c), André Pereira, José Serra; Rafael Caetano (Ricardo Nunes, 90+3’), Vicente, David Gouveia (Diogo Dias, 77’); Ruben Moreira, Jorge Esteves (Junior, 80’), Domingos Vandre. Não jogaram: Didi, Diogo Henriques, Rodrigo Mendes.
Treinador: Luís Félix.

AD Portomosense 3
Mocheco (Aydhan, 87’); Lagoa, Centeno, Trindade, Caracol (Alex Silvério, 66’); Rica (c), Caio Prado, Leandro (Zé Correia, 76’); Dany Marques (Lomba, 87’), Vieirinha (Pedro Emanuel, 46’), Pedro Domingues. Não jogaram: Jonathan, Gheorghe.
Treinador: Pedro Solá.

Estádio Municipal de Porto de Mós
Árbitro: Telmo Rodrigues.
Assistentes: Eduardo Menino e Luís Figueiredo.
Ao intervalo: 1-1.
Golo: 1-0 Rafael Caetano (13’), 1-1 Centeno (23’), 1-2 Centeno, (74’), 1-3 Pedro Emanuel (78’).
Disciplina: Amarelo a Vítor Nunes (28’), Ruben Moreira (28’), Pedro Emanuel (63’), José Serra (68’), Dany Marques (71’).

Texto e foto: Pedro Sousa – Diário de Leiria