A UD Leiria defronta esta terça-feira o SCU Torreense (18h00) na 1.ª jornada da fase de acesso à Liga 2 e o técnico unionista garante que os seus atletas estão preparados para o desafio.
“O Torreense é uma belíssima equipa. Desde o primeiro dia que assumiu a candidatura à subida de divisão. Estiveram numa série bastante complicada e bateram-se com o Alverca que também é uma belíssima equipa. Isto diz bem da qualidade que existe naquele plantel. É uma equipa muito bem orientada e com uma boa estrutura directiva. Vamos ter dificuldades, mas estamos preparados para encarar o Torreense olhos nos olhos”, disse Hélder Pereira.
Na conferência de imprensa de antevisão do jogo, realizada esta segunda-feira, o técnico adiantou que todo o plantel leiriense está motivado para esta fase onde vai defrontar o Vit. Setúbal e o CF Estrela, para além do Torreense.
“Calhou-nos três históricos do futebol português. Antevemos bastantes dificuldades, mas todos nós gostamos dos grandes jogos, gostamos dessa motivação e estamos confiantes que nas adversidades conseguimos ser felizes. Sabendo que iremos encontrar dificuldades, a confiança é grande e a qualidade que existe faz-nos acreditar que o nosso objectivo vai ser possível”, vincou.
Relativamente ao trabalho de preparação que foi realizado, Hélder Pereira diz que tentaram “minimizar” as “debilidade”, mas também “consolidar” os pontos fortes. “Tivemos também estratégias de competitividade interna para os atletas não ficarem desligados daquilo que é a competição”, declarou.
Sobre a série B da fase de acesso à Liga 2, o técnico diz que os jogos se vão decidir nos detalhes tendo em conta a alta qualidade de todos os intervenientes. “Estamos perante os campeões de todas as séries. Vai ser equilibrado. Todas as equipas têm legitimidade de subir de divisão porque são boas, têm qualidade no plantel e são muito bem orientadas. Mas isso não nos preocupa porque estamos cientes daquilo que queremos fazer. Os nossos atletas têm-nos passado tranquilidade da forma como têm encarado o trabalho. Há um compromisso grande entre todos, portanto vamos ser iguais a nós próprios, com a nossa identidade para sermos felizes, com o máximo de respeito pelos adversários.

Texto: José Roque – Diário de Leiria
Foto: Luís Filipe Coito