O GRAP já soma 6 temporadas no principal escalão. São uma das três equipas, da Elite, que apenas competiram nesta Divisão. Nos anos de 2017 e 2019 terminaram a prova na terceira posição.

Nas duas primeiras edições da Divisão Elite (2015 e 2016), os comandados de Sandro Brito permaneceram no principal escalão depois das vitórias nos encontros do play-out. Em ambas as fases regulares apenas venceram uma partida mas nos desafios da luta pela manutenção conseguiram triunfar, e assim ficar na Elite.
Em 2017 a formação de Leiria fez uma das melhores temporadas. Terminaram a prova na terceira posição depois de fecharem a fase regular também no mesmo lugar. Nesse ano foram a única equipa a vencer o SC Braga. Os minhotos venceram a Divisão Elite apenas com essa derrota. De salientar também que nessa época o GRAP apontou 44 golos. Um dos maiores números de golos apontados, numa temporada, em toda a sua história. Foi também em 2017 que obtiveram o maior número de vitórias para campeonato: 6.
Em 2018 não conseguiram conquistar um dos quatro primeiros lugares, da fase regular, e tiveram que disputar a fase de manutenção. A terceira posição voltou a ser repetida em 2019. Acabaram a fase regular, na quarta posição, com um total de 11 pontos em 4 vitórias (uma delas após prolongamento). Na fase de apuramento de campeão a vitória diante do GD Alfarim foi decisiva para a conquista do terceiro posto.
Na temporada passada voltaram a disputar a fase de permanência. Depois de vencerem apenas por uma vez, na fase regular, conquistaram dois importantes triunfos, na fase de manutenção, que garantiram um lugar na Elite neste 2021.
Em relação aos números gerais, e em 6 temporadas, já disputaram 57 desafios, venceram por 22 vezes e perderam em 35. Em termos de golos, marcaram em 228 ocasiões e sofreram em 265.

in futeboldepraiaportugal.pt