Num regresso muito esperado após a pandemia que assolou todo o Mundo, Marrazes e SC Pombal. corresponderam às expectativas para quem desejava um jogo atractivo, num ritmo interessante para este recomeço de campeonato, onde houve golos, reviravoltas no marcador e lances polémicos, com prejuízo para a equipa visitante. Mas já lá chegamos.
Desde cedo ambas as formações mostraram para o que vinham. O Marrazes, com maior posse de bola e um jogo mais pensado, enquanto os visitantes designaram uma estratégia de contra-ataque, onde Airton se destacava dos demais.
Assim, foram os leões a deixar o primeiro aviso quando Gonçalo Fidalgo rematou com perigo para defesa apertada de Marcelo.
A resposta não poderia ter sido mais eficaz. Numa bela jogada de envolvimento, Alexandre Cruz solicitou Simão na direita, com este cruzou para Cristiano encostar ao segundo poste. Estava aberto o marcador na bela tarde de domingo.
Apesar do maior domínio dos anfitriões, foram os forasteiros a criar nova oportunidade de golo, com Airton a fugir à defensiva contrária, mas Marcelo opôs-se superiormente.
Dois minutos volvidos e surgiu o golo do empate, numa jogada em tudo idêntica à anterior, com o mesmo protagonista, sendo que desta vez o extremo pombalense foi mais eficaz e com um toque subtil, igualou a contenda.
Os comandados de Carlos Ribeiro sentiram o golo sofrido e Airton fez novamente estragos ao escapar ao seu marcador directo para ficar isolado e atirar a contar, fazendo o 1-2.
Empolgados com a vantagem, foram os homens do Arunca que estiveram novamente perto do golo num lançamento longo para Tião, com o médio a falhar o alvo por pouco, mantendo-se a vantagem mínima que se registava ao intervalo.

Segunda parte mais fraca

No reatamento, o jogo perdeu intensidade e motivos de interesse, com o SC Pombal a tentar gerir enquanto os visitados tinham muitas dificuldades em encontrar caminhos para penetrar na defensiva adversária onde Miguel Cá comandava todas as operações.
Aos 58’, Airton voltou a sobressair, numa boa iniciativa individual, mas desta vez pecou na finalização.
Para os últimos 17 minutos estavam reservadas mais emoções, com Simão a atirar forte, mas por cima, na primeira investida marrazense à área contrária na segunda parte.
Com as substituições operadas, os donos da casa subiram de produção e numa jogada bem construída com Alexandre Cruz a cruzar para Nuno Joaquim, o jovem avançado inteligentemente deixou passar o esférico para Cristiano, que em posição privilegiada e com tudo para fazer o golo, obrigou a Lionel a excelente intervenção.
Ao minuto 80, um dos casos do jogo com Nuno Joaquim a cair na área com o árbitro a apontar para a marca dos 11 metros, num lance que nos pareceu mal ajuizado. Indiferente a tudo isso, Alexandre Cruz aproveitou para empatar o encontro (2-2).
Aproveitando algum desnorte do seu oponente, o Marrazes operou a reviravolta no marcador pouco depois, com João Duarte a aproveitar uma assistência ‘açucarada’ de Cristiano para fazer o 3-2 final.
Já em tempo de compensação, lance muito discutível dentro da área do Marrazes, com o esférico a bater no braço dum defensor da casa, com Pedro Menino a mandar seguir.
Vitória marrazense arrancada a ferros, em que o empate se ajustava mais face ao que as equipas produziram, perante uma arbitragem que fica marcada negativamente pelos dois lances citados, com clara influência no resultado final.|

SCL Marrazes 3

Marcelo, Tiago Clemente (Nuno Joaquim, 61’), Rúben Fernandes, Guilherme Aniceto, André Oliveira (João Duarte, 75’), Diogo Carvalho (Tiaguinho, 39’), Migas, Luisito, Cristiano Matos, Simão (Renato Campos, 75’) e Alexandre Cruz.
Não jogaram: Camarate, Celso e Macrino.
Treinador: Carlos Ribeiro.

SC Pombal 2

Lionel Santos, Pedro Marques (Duarte Gonçalves, 55’), Miguel Cá (c), Gonçalo Fidalgo, Paulo Martins, Dudu (Leo Ferreira, 66’), Tião (João Pinto, 83’), Rafael Abreu, Vasco Cruz, Airton e Guilherme.
Não jogaram: Alexi, Daniel Alves, Edu e Luís Ferreira.
Treinador: Ricardo Pateiro.

Campo Aldeia do Desporto, Marrazes
Árbitro: Pedro Menino. Assistentes: Flávio Monteiro e Rúben Silva.
Ao intervalo: 1-2.
Golos: 1-0 Cristiano (11’), 1-1 Airton (20’), 1-2 Airton (31’), 2-2 Alexandre Cruz (82’, p.), 3-2 João Duarte (84’).
Disciplina: Amarelo a Pedro Marques (41’), Leo Ferreira (81’) e Duarte Gonçalves (90+3’).

Texto: Fábio Osório – Diário de Leiria
Foto: Luís Filipe Coito