O Vieirense não aproveitou o facto de jogar quase uma hora em superioridade numérica e acabou derrotado (2-1) por um Guiense que soube defender bem e foi mortífero no contra-golpe.
O início do jogo fica marcado pelo equilíbrio, com os dois esquemas tácticos a encaixarem um no outro. O primeiro sinal de algum perigo surgiu pela cabeça do vieirense Mário, mas a bola saiu ligeiramente por cima. Pouco depois, foi Marcelo, também para os da casa, a falhar a emenda de cabeça quando tinha tudo para finalizar.
Do outro lado, André Duarte não destoava e também de cabeça enviou a bola ao poste da baliza caseira. Ao minuto 20, o Guiense marcou mesmo com Sousa a ver bem o adiantamento do guardião Ruben e, do meio da rua, a fazer o chapéu perfeito para inaugurar o marcador.
Reagiu bem o Vieirense e, pouco depois, Zé Ricardo esteve a centímetros de empatar, mas a bola saiu caprichosamente por cima.
Até ao descanso destaque ainda para uma boa jogada de envolvimento ofensivo do Vieirense que proporcionou grande intervenção a Sérgio e para a expulsão de Samuel que, em poucos minutos, viu a cartolina amarela por duas vezes e deixou o Guiense em inferioridade numérica.
O Vieirense voltou para o segundo tempo disposto a dar outro rumo ao resultado e logo nos primeiros minutos William repôs a igualdade no marcador com um bom golpe de cabeça a corresponder a cruzamento de Mário.
O Guiense soube baixar as suas linhas e sempre que possível lançava perigosos contra-ataques onde Sousa e João Luís eram uma constante ameaça para as redes vieirenses. Num desses lances, o árbitro considerou que Rúben derrubou de forma irregular João Luís na aérea e apontou para a marca de penálti. Sousa, o mais esclarecido em campo, não desperdiçou e colocou novamente os visitantes em vantagem (1-2).
Até ao apito final os homens da casa fizeram de tudo para evitar a derrota, mas ora a displicência dos avançados ora a boa organização defensiva da equipa da Guia impediram que o resultado se alterasse.
Arbitragem mediana de Ricardo Nobre e seus pares. Somou muitos erros para ambas as partes, contudo sem interferência no resultado final.|

ID Vieirense 1
Ruben, Daniel Oliveira, Mascoel, Zé Ricardo, Mário (Freitas, 83’), Sérgio Letra (c) (Mini, int.) André Cruz, Capão, Carlos (Botas, int.), Marcelo (Biscaia, 83’) e Willian Costa.
Não jogaram: Francisco Mendes, Luís Carlos e Gonçalo Oliveira .
Treinador: Luciano Silva.

GD Guiense 2
Sérgio (c), Silas, Pedro Órfão, Cedric, Vincente, Samuel, Diogo Grilo (Vitor, 44’), Maia, Camará (João Luís, 68’), Manuel Sousa e André Duarte (Samuel Duarte, int.).
Não jogaram: Armando.
Treinador: José Godinho.

Estádio Albano Tomé Feteira, Vieira de Leiria
Árbitro: Ricardo Nobre.
Assistentes: Sandro Guerra e Gonçalo Sousa.

Ao intervalo: 0-1.
Golos: 0-1 Sousa (20’); 1-1 Willian (53’); 1-2 Sousa (76’, p.).
Disciplina: Amarelo a Samuel (23’ e 34’), Letra (34’), William (42’), Maia (44’), Rúben (75’), Daniel (78’), Sérgio (89’), Silas (90+2’). Vermelho por acumulação a Samuel (34’).

Texto e foto: Carlos Pinheiro – Diário de Leiria