Em 2018/19, um ex-presidente do Vitória de Setúbal “ofendeu a integridade moral e honra” do árbitro Fábio Veríssimo, de Leiria, após um jogo da Liga NOS, proferindo “palvras injuriosas” sobre o mesmo em declarações à comunicação social, tal como dá conta esta sexta-feira o comunicado da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF).

O processo instaurado no Tribunal de Setúbal acabou por ser determinado que Fábio Veríssimo recebesse um pedido de desculpas público e ainda uma quantia de indemnização, valor esse que o árbitro natural de Leiria decidiu doar aos Bombeiros Voluntários de Peniche, ajudando uma “entidade importante da sua terra e que necessita sempre da nossa ajuda”.

“O Respeito deve estar sempre em primeiro plano. Quando não se vence… aprende-se! Ganha-se sempre! A ambição da vitória ou a frustração da derrota nunca deverão sobrepor-se aos valores humanos nem ao desportivismo. O Respeito Vence Sempre”, atirou o árbitro.

No mesmo comunicado, o presidente do organismo, Luciano Gonçalves, aplaudiu o gesto de Fábio Veríssimo, afirmando que “estas iniciativas são de louvar pois demonstram que o único interesse é apenas condenar a atitude”, reforçando que a “APAF apoia juridicamente todos os árbitros que veem a sua seriedade e honorabilidade posta em causa”.

Record