Num encontro sempre apetecível, entre dois vizinhos, o Marrazes foi sempre superior ao GRAP e, mesmo sem fazer uma grande exibição, longe disso, conseguiu um resultado claro.
O Marrazes entrou forte e, logo ao minuto 3, Tomás Santos rematou forte à entrada da área, obrigando Simão Pereira a excelente intervenção.
Pensava-se que estava dado o tónico para um encontro cheio de oportunidades, mas foi puro engano, pois o perigo só voltou a rondar uma das balizas quando André Bujaca fez balançar as redes (22’), após um grande passe em profundidade de Gabi, com o avançado a ludibriar o seu marcador e a tirar a contar para o 0-1.
O domínio dos forasteiros acentuou-se e, Simão Pereira voltou a mostrar-se a grande altura com nova magnífica defesa a remate de Luís Sobreira (29’).
Mas o 0-2 não demorou a surgir numa bela jogada de envolvimento, com Romeu Neca a assistir Rodrigo Pereira, que à saída do guardião contrário, aumentou a vantagem.
Os donos da casa responderam e, num lance de insistência, Lucas Gonçalves esteve perto de reduzir, mas, bem posicionado, atirou por cima.
Na segunda parte, o figurino do jogo não foi diferente, pese embora o futebol jogado tenha deixado algo a desejar, sem grande velocidade e intensidade. O jogo só animou quando Daniel Reis foi derrubado dentro da área, com André Fonseca atirou ao lado na conversão do penálti.
O momento do jogo estaria guardado para o minuto 81, quando o recém-entrado Tiago Gaspar, de fora da área, obteve um golo monumental, com um remate em arco que fez o esférico entrar ao ângulo da baliza.
O resultado final, num desafio que não deixa saudades, espelha bem aquilo que foi o desenrolar do encontro, onde os comandados de Rodolfo Cabral mostraram ter mais e maiores argumentos que o seu opositor, que apresentou um conjunto jovem, mas abnegados, perante uma boa arbitragem de Nelson Severino e seus pares.|

GRAP 0
Simão Pereira, Tomás Santos (c), Guilherme Afonso, André Sousa, Tomás Gameiro (Hugo Carreira, int.) (Eduardo Ribeiro, 71’), Martim Moreira, João Santos, Tomás Gomes, Pedro Fernandes, David Susavila, Lucas Gonçalves (José Monteiro, 71’). Não jogaram: Miguel Pereira, João Bernardino e Pedro Santos.
Treinador: Ricardo Matos.

SCL Marrazes 3
Rafael Mendes, Tomás Santos, Gabi Martins (c), Tomás Amado (Tiago Henriques, 75’), Daniel Reis (Macrino Santos, 65’), João Francisco, André Fonseca, Luís Sobreira, Rodrigo Pereira (Rodrigo Caseiro, 60’), Romeu Neca (Gonçalo Branco, 60’) e André Bujaca (Tiago Gaspar, 75’). Não jogaram: Tomás Sousa e Michellin Martins.
Treinador: Rodolfo Cabral.

Campo da Charneca, Pousos
Árbitro: Nelson Severino.
Assistentes: André Neves e Bernardo Jorge.
Ao intervalo: 0-2. Espectadores: 60.
Golos: 0-1 André Bujaca (22’), 0-2 Rodrigo Pereira (38’), 0-3 Tiago Gaspar (81’).
Disciplina: Amarelo a Gabi (44’), Rodrigo Caseiro (78’), João Francisco (90+2’). Cartão Branco a Gonçalo Branco (78’).

Texto e foto: Fábio Osório – Diário de Leiria