A UD Leiria regressou aos triunfos na Liga 3 ao bater a equipa secundária do Sporting por 3-1, num jogo em que a turma do Lis, longe de fazer uma grande exibição, revelou um nível de eficácia muito alto.
Os anfitriões tiveram o mérito de provocar o erro do adversário e de aproveitá-lo da melhor maneira para assegurar um triunfo justo e que permite, desde já, assegurar a presença na fase de subida à Liga 2.
O jogo começou praticamente com a UD Leiria a colocar-se em vantagem. O lance começou com um lançamento lateral, com Renato Alexandre a ir até à linha de fundo cruzar atrasado para o remate algo enrolado de Babanco, mas pelo caminho apareceu Nuninho a desviar com sucesso para o fundo das redes.
A resposta do Sporting B não tardou, com os leões a aproveitarem uma perda de bola na primeira fase de construção da UD Leiria para chegar ao golo, com Flávio Nazinho a ter todo o espaço e tempo do mundo para rematar colocado na quina da área, com a bola a entrar junto ao poste para um golo de belo efeito.
Poucos minutos volvidos, a UD Leiria voltou a ameaçar o golo quando Gonçalo Gregório serviu Renato Alexandre para um remate de primeira que obrigou Diego calai a defesa atenta para canto.

Não foi à primeira, foi à segunda. Na sequência do canto, batido por Babanco, Diego Galo desviou de cabeça ao primeiro poste, permitindo a Filipe Almeida apareceu ao segundo poste a desviar fácil para o 2-1.
A partir daqui, e até ao intervalo, o Sporting B tomou conta do jogo e teve algumas incursões junto da área contrária, mas a defesa leiriense conseguiu sempre resolver os problemas com maior ou menor dificuldade.
Na segunda parte, a UD Leiria ganhou uma vantagem confortável no jogo quando Namora aproveitou uma falha de comunicação na defesa do Sporting, com a bola a sobrar para Gonçalo Gregório que, só com Diego Calai pela frente, fuzilou as redes contrárias e fixou o resultado em 3-1.
Até ao apito final, o jogo não teve grandes motivos de interesse, com a UD Leiria a gerir a vantagem, perante um Sporting que tentou minimizar os estragos, mas nunca teve capacidade ofensiva para incomodar o último reduto leiriense.
Arbitragem serena.|

UD Leiria 3
Tomás Bozinoski, Habib Sylla, Diego Galo (c), Benny, Filipe Almeida, Namora, Babanco (Diogo Amado, 83’), Marcos Silva (Leandro Antunes, 76’), Nuninho (Afonso Caetano, 76’), Renato Alexandre (Jair Silva, 63’), Gonçalo Gregório (Kikas, 83’).
Não jogaram: Luiz Rodriguez, Kaká.
Treinador: Bino Maçães.

Sporting CP ‘B’ 1
Diego Calai, Diogo Brás, José Marsá, Rafael Fernandes, Flávio Nazinho, Chico Lamba (c), Rodrigo Ribeiro, Vando Félix, Dário Essugo, Mateus Fernandes, Miguel Menino.
Não jogaram: Pedro Miguéis, Babacar Fati, Tiago Rodrigues, Eduardo Pinheiro, Francisco Félix.
Treinador: Filipe Çelikkaya.

Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria
Árbitro: Paulo Barradas. Assistentes: André Duque e Joaquim Gato.
Ao intervalo: 2-1.
Golos: 1-0 Nuninho (4’), 1-1 Flávio Nazinho (19’), 2-1 Filipe Almeida (29’), 3-1 Gonçalo Gregório (54’).
Disciplina: AGonçalo Gregório (33’), Babanco (51’), Rafael Fernandes (57’), José Marsá (59’), Marcos Silva (72’), Chico Lamba (88’).

Texto: José Roque – Diário de Leiria
Foto: Luís Filipe Coito.