Em jogo de extrema importância para as aspirações leirienses, os juniores da UD Leiria receberam e venceram o Real SC por 2-1 e mantém-se firmes na luta pela subida. A turma de Massamá vendeu bem cara a derrota e juntamente com o Caldas SC compõe o trio de equipas que espreitam as duas vagas livres, a duas jornadas do fim do campeonato.
Num jogo muito rápido e altamente emotivo, até pela sua importância, a UD Leiria começou expectante e foi o Real quem desenvolveu a primeira jogada de perigo. Diogo Pedroso recebeu na entrada da área e rematou em jeito, mas sem acertar no alvo.
Na resposta, e em contra-ataque, a bola foi metida em profundidade e do choque na área a bola sobrou para Dylan Esteves que, com a baliza à sua mercê, chutou ao lado.
Pouco depois, a UD Leiria encetou novo ataque pela direita: João Tomás entrou na área, foi à linha de fundo e só foi travado em falta. Renato Sousa foi chamado à marcação do penálti e, não obstante Gonçalo Bruno ter adivinhado o lado, o médio inaugurou o marcador.
Em vantagem, a turma de Leiria cresceu, tomou conta das operações e passou a jogar no meio campo adversário. Assim, João Tomás ainda viu um seu remate a ser desviado para canto e, na sequência da sua marcação, foi Miguel Silva quem salvou na linha de golo. Referência ainda para um livre marcado por Rodrigo Marques para Martim Ribeiro que penteou com muito perigo na direção da baliza.
Nesta fase a UD Leiria jogava no último terço do terreno e exercia uma elevada pressão sobre o seu opositor que procurava jogar no contra-ataque para equilibrar a contenda. Foi assim que Salvador Fernandes rematou fora da área com perigo e, logo depois, na execução de um livre, Rodrigo Pedroso encontrou a cabeça de Quintino Silva, no coração da área, que proporcionou uma enorme defesa ao guardião leiriense.
Antes do intervalo, o Real instalou-se no meio campo leiriense e Diogo Mendes foi rasteirado na área, mas Salvador Fernandes viu o guardião Luís Batalha defender o castigo máximo.
Num jogo de parada e resposta ainda houve tempo para Quintino da Silva, no lado do Real, e Filipe Trombella, do lado da UD Leiria, enviarem bolas à barra das balizas adversárias.
Na segunda parte, a UD Leiria entrou decidido e, logo nos minutos iniciais, João Morgado surgiu isolado e picou a bola à saída de Gonçalo Bruno, com o esférico a aninhar-se no fundo das redes (2-0).
Na resposta, Eduardo Fernandes entrou pela direita, tirou dois adversários da sua frente e, no coração da área, rematou para a defesa por instinto de Luís Batalha. A partir daqui, o Real assumiu as rédeas do jogo e Edgar Bolas reduziu para 2-1 com um remate colocado.
Posteriormente, Adam Aouissi podia ter empatado a partida e, no período de descontos, foi o recém-entrado Tomás Faria quem salvou na linha de golo e impediu que os visitantes fizessem a festa.
O árbitro complicou o seu trabalho, deixou razões de queixa a ambas as equipas, mas não teve influência no resultado.|

UD Leiria 2
Luís Batalha, Dinis Silva, Duarte Florência, Kauhan Oliveira, Yamine Abair, Rodrigo Marques, Renato Sousa (c), Filipe Trombella (Gabriel Ferreira, int.), João Morgado (Simão Medina, 90+2’), Dylan Esteves (Tomás Faria, 84’), Martim Ribeiro (Miguel Gomes, 84’).
Não jogaram: Artur Nascimento, André Mendes, Rafael Carreira, Gonçalo Santos, Simão Carvalho.
Treinador: Marco Aurélio.

Real SC 1
Gonçalo Bruno, Gonçalo Bernardo (c), Quintino Silva, Miguel Silva, Diogo Mendes (Hamadu Balde, 73), Rodrigo Pedroso, Salvador Fernandes (Adam Aouissi, 65’), Rodrigo Silva (Eduardo Fernandes, int.), Daniel Carvalha, Ricardo Fevereiro (Edgar Bolas, int.), Mustapha Corr.
Não jogaram: Diogo, Flávio, Henrique Pereira, Tomás Abecassis, Djulde José.
Treinador: Tiago Teixeira.

Campo da Mata, em Santa Eufémia
Árbitro: José Luz. Assistentes: Marco Pereira e Luís Abreu.
Espetadores: 250. Ao intervalo: 1-0.
Golos: 1-0 Renato Sousa (14’, p.), 2-0 João Morgado (55’), 2-1 Edgar Bolas (80’).
Disciplina: Amarelo a Mustapha Corr (27’ e 75’), Gonçalo Bernardo (27’), Rodrigo Pedroso (35’), Dinis Silva (37’), Yamine Abair (48’), Edgar Bolas (61’), Eduardo Fernandes (65’), Gabriel Ferreira (69’e 83’), Quintino Silva (76’), João Morgado (84’), Hamadu Balde (90+2’), Luís Batalha (90+8’). Vermelho por acumulação a Mustafa Corr (75’) e Gabriel Ferreira (83’). Vermelho direto a Rodrigo Pedroso, Balde e Diogo Mendes, após o apito final.

Texto e foto: Paulo Rodrigues – Diário de Leiria