Depois de já ter vencido o campeonato da Divisão de Honra, o GD Peniche venceu este sábado o SC Pombal por 0-1 e conquistou assim a ambicionada dobradinha. Ricardo Lamy foi o autor do único golo da partida, já no prolongamento.

O jogo começou num ritmo intenso e logo no primeiro minuto da partida, o GD Peniche vai estar muito perto de chegar ao golo. Canto de Paulinho, há um primeiro desvio de Eduardo Monteiro e após um ressalto a bola acaba por ir para a baliza do SC Pombal, valeu Kane com um corte providencial em cima da linha de golo. Muito pressionante e sem deixar o SC Pombal assentar o seu jogo, o GD Peniche estava por cima nesta fase inicial da partida e pouco depois, é Rodolfo que de cabeça, e após um livre de Paulinho, leva muito perigo junto da baliza de Wagner. Aos 17′, novo lance de perigo do GD Peniche, assistência brilhante de Tomás Correia, com Francisco Zaragoza a desviar na cara de Wagner, mas o remate acaba por sair muito por cima, quando tinha tudo para fazer melhor. Apesar destes lances, paulatinamente o SC Pombal foi conseguindo equilibrar o jogo e aos 25′, Bryan Rosa, após lance individual, remata de muito longe, com a bola a passar junto do poste direito da baliza de João Victor. Pouco depois, aos 31′, bom lance coletivo da equipa de Pedro Solá, mas o remate final de Bryan Rosa sai muito fraco. O SC Pombal estava agora mais atrevido ofensivamente e aos 41′, após um cruzamento de Paulo Martins, Peterson remata de primeira, mas o remate sai uma vez mais por cima da baliza de João Victor.
A etapa complementar recomeça na mesma toada e logo aos 50′, Pedro Lagoa com um remate de cabeça, vai levar muito perigo junto da baliza de João Victor. Pouco depois, aos 60′, é Pedro Faustino que remata perigoso à entrada da área do SC Pombal. A partir daqui, o jogo entrou numa fase mais monótona, com a bola mais longe das balizas e com muitas pausas, com os jogadores das duas equipas a acusarem o desgaste da longa época. Só aos 82′, vai surgir um novo lance de perigo, Peterson vê a desmarcação de Guilherme, mas este por muito pouco não consegue fazer o desvio, quando tinha tudo para levar muito perigo junto da baliza do GD Peniche. Apesar deste lance, o nulo não se alterou e o jogo seguiu mesmo para prolongamento.
Com as naturais cautelas de um jogo desta importância e do que poderia ser sofrer um golo nesta fase, o prolongamento decorreu numa toada ainda mais morna, com as duas equipas com muitas cautelas e a procurarem antes de mais não sofrer golos. Com um ritmo baixo, e com os jogadores de ambas as equipas a mostrarem muita fadiga, só mesmo na fase final da primeira parte o jogo ganhou alguma emoção, primeiro com Alex Silvério (102′) a ter ordem de expulsão e a deixar o SC Pombal em inferioridade numérica e depois mesmo em cima do intervalo, Bissula a levar algum perigo junto da baliza de Wagner, num remate de muito longe. A segunda parte do prolongamento decorreu na mesma toada, até que aos 113′ vai surgir o lance decisivo da partida. Livre lateral de João Damas, Wagner não consegue a intercepção, com a bola a sobrar para Bissula que cabeceia à barra e na recarga Ricardo Lamy antecipa-se e faz o 0-1. Explosão de alegria no Municipal de Leiria, com os adeptos do GD Peniche a fazerem-se ouvir em grande número. Com muito pouco tempo para jogar e já esgotados fisicamente, o SC Pombal ainda tentou ir atrás do prejuízo, mas nesta fase já o fazia com pouca racionalidade, o que facilitava o trabalho defensivo da equipa de Peniche a quem vai pertencer mesmo a melhor ocasião de golo, com João Ramiro num grande remate, a levar muito perigo junto da baliza de Wagner, mas o resultado final não se alteraria, e o GD Peniche venceu assim por 0-1, juntando a Taça Distrital, à conquista anterior do campeonato da Divisão de Honra 2022-2023.

SC Pombal 0: Wagner, Daniel Savchuk, Lucas, Kane, Paulo Martins (c), Tião, Dudu (Filipe, 80′), Pedro Lagoa, Bryan Rosa, Guilherme (Alex Silvério, 90’+4), Peterson (Diogo, 110′).
Não utilizados: Lima, João Pinto, Bryan Pereira, Alvarez.
Treinador: Pedro Solá.

GD Peniche 1: João Souza, Tiago Ferreira, Zé Ricardo, Eduardo Monteiro, Rodolfo (João Damas, 85′), Bissula, Paulinho (c), Pedro Faustino, Miguel Velosa (João Ramiro, 95′), Francisco Zaragoza (Ricardo Lamy, 73′), Tomás Correia (Miguel Vagos, 105′).
Não utilizados: Nuno Dias, Salvador, Nuno Diniz.
Treinador: Tiago Vicente.

Estádio Municipal de Leiria
Árbitro: Leandro Pereira.
Auxiliares: Tiago Gonçalves e Martim Carvalho.
Ao intervalo: 0-0
Fim do tempo regulamentar: 0-0
Marcadores: 0-1 Ricardo Lamy (113′)
Acção Disciplinar: Amarelo a Rodolfo (67′), Alex Silvério (95′ e 102′), Peterson (110′), Miguel Vagos (114′), Ricardo Lamy (115′), Bryan Rosa (115′). Vermelho por acumulação de amarelos a Alex Silvério (102′).